O que é o Enem

Entenda o Enem de uma vez por todas

O Exame Nacional do Ensino Médio (também conhecido como Enem) foi criado em 1998 com o objetivo de ser uma avaliação de desempenho dos estudantes de escolas públicas e particulares do Ensino Médio.

Desde 2009, o Enem agregou outra função ao seu currículo: tornou-se também uma avaliação que seleciona estudantes de todo o país para instituições federais de ensino superior e para programas do Governo Federal, como o Sisu, Prouni e Fies. Estes programas facilitam a vida de quem sempre sonhou em estudar em universidade pública ou precisa daquela força do governo para pagar a mensalidade da universidade particular. Se esse for o seu caso, você precisa saber como funciona o Enem!

Sobre o Enem 2020

Até 2016, o Enem acontecia em um único final de semana. Desde 2017, com mudanças estabelecidas pelo MEC, o exame ocorre em dois domingos. Você pode consultar aqui as outras mudanças no edital do exame.

Banner Enem 2018

Por que fazer o Enem?

1. Você precisa do Enem para entrar em universidades federais Instituições e universidades federais têm toda autonomia para escolher de que forma vão usar o Enem em seu processo seletivo. Muitas deles passaram a usar a inscrição no Sistema de Seleção Unificado, o Sisu, como único critério, mas outras ainda preferem fazer uma combinação entre a nota do Enem e a nota do próprio vestibular. Por isso é muito importante não dar bobeira e ficar atento à forma como a universidade onde você deseja estudar costuma usar a nota do Enem. Saiba mais sobre algumas das universidade que usam o Enem.

2. Você precisa do Enem para participar do Sisu São várias as universidades que decidiram usar o Sisu como única forma de ingresso. O Sisu tem duas edições por ano (no início de cada período letivo) e você usa a sua nota do Enem para concorrer com outras pessoas do curso desejado em universidades participantes de todo o Brasil. São quatro dias de concorrência através de um sistema online e, no final de cada dia, o candidato pode acessar o site o sistema e ver a nota de corte do curso pretendido e a sua posição dentro do número de vagas ofertadas. Quer saber mais sobre o Sisu? Vem cá!

3. Você precisa do Enem para participar do Sisutec O Sisutec funciona exatamente nos mesmos moldes do Sisu, a única diferença é que ele serve especificamente para quem já terminou o Ensino Médio e quer entrar em um curso técnico em institutos federais, estaduais ou municipais.

4. Você precisa do Enem para participar do Prouni O Programa Universidade Para Todos (Prouni) é uma medida do governo federal que oferece bolsas de estudo para estudantes de baixa renda ingressarem em universidades privadas. Para participar, é necessário fazer, no mínimo, 450 pontos na médias das notas da provas, além de não zerar a redação do Enem, e ter a renda familiar per capita de até três salários mínimos. Se esse é o seu caso, você só precisa atender a mais um dos pré-requisitos a seguir:

  • ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública;
  • ter cursado todo ou parte do Ensino Médio em escola privada com bolsa integral;
  • ser portador de deficiência física;
  • ser professor da rede pública de ensino básico e estar concorrendo a cursos de pedagogia, normal, superior ou licenciaturas (nesse caso, a renda familiar não importa).

Se você se encaixa nesse perfil, o principal critério de seleção do Prouni passa a ser a nota do Enem!

5. Você precisa do Enem para participar do Fies O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), como o nome já sugere, é uma espécie de empréstimo do governo para o estudante. O programa serve para quem quer estudar, ou para quem já estuda em uma universidade privada, mas não pode arcar com o valor integral da mensalidade naquele momento.

O procedimento varia de acordo com o perfil do interessado. Mas, em resumo, funciona assim: o aluno completa o curso desejado com bolsa e, depois que se formar, paga a dívida ao governo com juros baixos. É importante destacar que quem terminou o Ensino Médio a partir de 2010 precisa ter feito o Enem para solicitar o Fies.

6. Você pode usar sua nota no Enem para estudar em Portugal Essa é para quem quer estudar no exterior! Desde 2014, algumas universidades de Portugal passaram a aceitar o resultado do Enem em seu processo seletivo para graduação. São aceitas candidaturas de quem prestou o Enem em anos anteriores. O único porém é a taxa de mensalidade, que é em euro. Se é o seu sonho, saiba que é possível! Confira a lista de universidades conveniadas com o Inep.

E o Certificado de Conclusão do Ensino Médio através do Enem?

Atenção! Essa é uma das grandes mudanças dos últimos anos, por isso é tão importante entender como funciona o Enem. Desde 2017, o teste não é mais válido para certificar a conclusão do ensino médio. Mas, calma: quem não terminou os estudos na idade regular deve prestar o Encceja, que é o Exame Nacional para Competências de Jovens e Adultos — é gratuito!

O Enem agora é focado para candidatos interessados em disputar uma vaga nas diversas universidades associadas. Com isso, o público total diminuiu um pouco, e as estatísticas de notas mudaram também. Fique atento!