Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2019 em primeira mão

As mudanças do Enem 2018

Por que mudaram o exame?

Em janeiro de 2017, o MEC lançou uma consulta pública sobre o Enem, ou seja, uma espécie de pesquisa para a galera opinar sobre algumas características do exame. Entre as perguntas estavam coisas como: “Você acha maneiro fazer o Enem pelo computador?” e “Prefere que a prova seja aplicada em um ou dois dias?”. Com isso, o MEC conseguiu descobrir os principais pontos de melhoria e trouxe algumas mudanças para as provas deste ano.

Enem em dois domingos consecutivos

De 2009 a 2016, o Enem era aplicado em um único final de semana – ao sábados e domingos. Em 2017, os dias de aplicação do exame mudaram radicalmente. Desde então, a prova não ocorre mais em um único final de semana, mas sim em dois domingos consecutivos. Sabatistas deixam de ter atendimento diferenciado, já que não precisarão esperar até o pôr-do-sol de sábado para começar a realizar o primeiro dia de prova.

Ordem das provas

O Enem costumava ter suas provas divididas da seguinte forma: no sábado, as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas tecnologias, e no domingo, as provas de Matemática e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Além da redação, claro.

A partir de 2017, a ordem das provas também mudou. No primeiro domingo, 4 de novembro, o candidato tem cinco horas e meia para realizar as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, além da redação dissertativa-argumentativa.

No outro domingo, 11 de novembro, o candidato terá que resolver as provas de Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias no tempo de cinco horas.

Cadernos de prova personalizados

Nas edições anteriores do Enem, os cadernos de prova eram diferenciados por cores. Cada cor de caderno possuía uma mesma frase na capa, que tinha que ser transcrita para o cartão de resposta. Agora os cadernos de prova são personalizados e já vem com o nome do candidato e o número de inscrição impresso. Agilidade, né?

Aumento da taxa de inscrição

Até 2016, apenas candidatos que estavam no terceiro ano do ensino médio de escolas públicas podiam ficar isentos do pagamento da taxa de inscrição do Enem. Hoje em dia, candidatos cadastrados no CadÚnico – o cadastro do governo federal que reúne famílias em situação de pobreza e extrema pobreza – e participantes da edição do ano passado do Encceja também ficarão isentos do pagamento.

Certificado de conclusão do ensino médio

O Enem deixou de valer como exame para a obtenção do certificado de conclusão do ensino médio. Atualmente, quem não terminou o ensino médio na idade regular deverá prestar o Encceja, o Exame Nacional para Competências de Jovens e Adultos. Esse exame é gratuito.

Tempo de prova

Até 2017, no segundo dia de provas do Enem os candidatos tinham 4h30 para resolver 90 questões de Ciências da Natureza e Matemática.

A partir do Enem 2018, o segundo dia de provas passou a contar com 5h de prova – ao invés de 4h30.

O tempo de 5h30 para o primeiro dia de provas foi mantido, ok?

Direitos Humanos na Redação

Na Redação do Enem, textos que apresentassem impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação e que desrespeitassem os direitos humanos eram anuladas.

Em 2018, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) retirou do edital a determinação de que, na redação do Exame, propostas de intervenção que violassem os direitos humanos teriam nota zero.

Remarcação de prova

No Enem 2018, o candidato que tiver problemas logísticos durante a aplicação do Enem vai poder solicitar a reaplicação da prova em até 5 dias úteis após o último dia de Exame. A Comissão de Demandas irá julgar individualmente os casos e a decisão será comunicada para o candidato por e-mail e SMS.

Mais sobre enem

Últimas novidades

Dúvidas frequentes

1.
Ainda não terminei o ensino médio. Posso me inscrever no Enem?

Pode. É possível se inscrever no Enem na categoria treineiro. Assim, a sua nota na prova não valerá de fato para entrar na universidade, mas para você ter uma avaliação do seu desempenho. O resultado do Enem para treineiros costuma ser divulgado em data diferente da que é divulgado o resultado dos candidatos oficiais; fique de olho!

2.
Fiz inscrição no Enem e esqueci minha senha. E agora?

Calma, nada está perdido: você pode pedir a recuperação da senha no site do Inep. Você receberá por e-mail ou celular, via SMS, uma nova senha.

3.
Posso alterar meus dados de inscrição no Enem?

Pode, mas apenas durante o período de inscrição. Ou seja, você só pode alterar os dados de inscrição no Enem 2017 entre os dias 8 e 19 de maio. Faça a sua inscrição o quanto antes e tenho tempo de sobra para verificar se está tudo certinho com o seu cadastro.

É importante saber que caso você mude de município ou de estado durante o ano, o local de sua preferência indicado para realizar o exame não poderá ser mudado.

4.
Como consulto o meu local de prova do Enem?

O local de prova no Enem pode ser consultado no Cartão de Confirmação da Inscrição, que não é mais enviado através do correio e só pode ser consultado através da Página do Participante, no site do Inep. Para acessar, esteja com seu número de inscrição e senha em mãos! Não é possível solicitar a mudança do local de prova.

5.
Existe prazo extra para realizar a inscrição no Enem?

O MEC não disponibiliza um prazo extra para realizar a inscrição, portanto, fique ligado: você deve fazer a sua inscrição no Enem 2017 entre os dias 8 e 19 de maio.