• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Saiba quem pode fazer o Encceja

Quer entender como funciona o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)? Afinal, quem pode fazê-lo e como funciona essa prova que concede diploma a quem não concluiu o Ensino Fundamental ou Médio no período regular?

Se essas são as suas dúvidas, é importante conhecer melhor o exame e entender quem pode fazer o Encceja. O exame, vale ressaltar, é gratuito e realizado anualmente, mas é preciso atentar aos requisitos de idade e formação antes de se inscrever.

Veja, a seguir, quem pode fazer o Encceja e confira se esse exame é pra você!

O que é o Encceja e quem pode fazê-lo

O Encceja é um exame gratuito, aplicado pelo Inep e que tem o objetivo de permitir que jovens e adultos que não concluíram o Ensino Fundamental ou Médio concluam seus estudos e obtenham um diploma.

A participação nesta prova é algo permitido a todas as pessoas, desde que respeitem os requisitos de idade mínima para se candidatarem.

Para o Ensino Fundamental, a idade exigida para fazer o Encceja é de pelo menos 15 anos completos, ao passo que, na prova do Ensino Médio, podem se inscrever candidatos com pelo menos 18 anos completos.

O Encceja é oferecido para todos os brasileiros, incluindo pessoas privadas de liberdade (que estão em penitenciárias, por exemplo) e quem mora no exterior. 

Basicamente, existem essas variantes do exame:

·      Encceja Nacional: para residentes no Brasil;

·      Encceja Nacional PPL: para residentes no Brasil privados de liberdade ou que cumprem medidas socioeducativas;

·      Encceja Exterior: para brasileiros residentes no exterior;

·      Encceja Exterior PPL: para residentes no exterior privados de liberdade ou que cumprem medidas socioeducativas.

Embora o exame que concede diploma a alunos que não concluíram seus estudos seja gratuito, quem perdeu uma edição precisa apresentar uma justificativa se quiser fazê-lo no ano seguinte.

Se isso não acontecer, o candidato deverá ressarcir ao Inep o valor de R$ 40, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU), que poderá ser paga em qualquer banco, casa lotérica ou agência dos Correios.

Quanto é preciso tirar para ser aprovado no Encceja

Para participar do Encceja, não é necessário que o candidato tenha frequentado a escola algum dia. É preciso, no entanto, conseguir responder às perguntas e obter uma nota acima do mínimo exigido, além de escrever uma redação de acordo com o tema proposto.

Tanto para o Ensino Fundamental quanto para o Ensino Médio, o Encceja é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. As provas são aplicadas em um único dia, nos turnos matutino e vespertino.

A nota do Encceja é calculada com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI). Ela identifica “chutes” e atribui notas diferentes às questões mais difíceis e mais fáceis. Por isso mesmo, é comum que amigos que acertaram os mesmos números de questões tenham notas diferentes no Encceja.

O participante será considerado habilitado para obter um diploma se atingir o mínimo de 100 (cem) pontos em cada uma das áreas de conhecimento do Encceja e nota igual ou superior a 5,0 (cinco) pontos na prova de redação, que varia de 0 a 10.

Há, ainda, a possibilidade de fazer apenas as sessões em que você não foi bem no exame, em anos anteriores. Se, por exemplo, o aluno conseguiu a nota necessária ara passar em Linguagens, Redação e Matemática, mas não alcançou os 100 pontos em Humanas e Ciências, você poderá refazer apenas essas duas partes no ano seguinte.

Precisa estudar para o Encceja e quer uma forcinha pra se dar bem? O Descomplica tem aulas específicas pra esse exame, com os melhores profissionais e uma plataforma completa pra te ajudar! Conheça as nossas aulas online para o Encceja