• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Encceja ou Supletivo: quais as diferenças?

Encceja e supletivo são a mesma coisa? A resposta, como você pode imaginar, é não. Isso porque o primeiro tem o objetivo de formar quem não concluiu a Educação Básica (Ensino Fundamental ou Médio) ao passo que o segundo tem outro objetivo.

Entender melhor a diferença entre os dois ajuda a tomar a melhor decisão e entender que tipo de abordagem é a ideal para você. Se você não conclui o Ensino Fundamental ou Médio, fique ligado nas nossas dicas sobre supletivo e Encceja!

O que é supletivo e quem pode fazê-lo

O supletivo tem o objetivo de formar quem não finalizou a Educação Básica (Ensino Fundamental ou Médio) na temporada regular. Dessa forma, ele incentiva quem parou os estudos a voltar para o universo acadêmico, melhorando sua qualificação profissional e pessoal. 

Existem supletivos destinados ao Ensino Fundamental e ao Ensino Médio. Em qualquer um deles, o aluno conclui seus estudos em menor tempo na comparação com o ensino regular. 

Supletivo para Ensino Fundamental: destinado a quem não concluiu as séries entre o 1º e o 9º ano, permite que o aluno conclua os estudos dentro de um a dois anos. As matérias abordadas são as mesmas que as indicadas no formato tradicional, porém o ritmo é mais acelerado.

Supletivo para Ensino Médio: esse tipo se curso engloba os conteúdos dos três últimos anos da Educação Básica. Em um ano e meio, o aluno conclui os estudos do Ensino Médio e fica apto para prestar exames como o Enem e entrar na faculdade.

Para fazer um supletivo, o aluno precisa ter idade acima da considerada ideal para o ensino regular (15 anos para Ensino Fundamental e mais de 18 para o Ensino Médio).

O supletivo é ministrado tanto em instituições de ensino privado quanto em escolas da rede pública. Em geral, engloba o período noturno, porém existem diversos cursos online que trazem mais flexibilidade ao aluno.

O que é o Encceja e por que ele difere do supletivo

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) é uma prova destinada a quem pretende obter o certificado do Ensino Fundamental ou Médio.

Realizada em formato semelhante à prova do Enem, o exame do Encceja deve ser feito por quem frequentou as aulas de diferentes níveis de estudo. Entretanto, se o candidato desejar, pode prestar apenas a prova.

Se conseguir obter a nota exigida no exame, o candidato obtém um certificado de conclusão, que tem a mesma validade que os documentos emitidos por instituições de regulares de ensino. 

A nota mínima exigida no Encceja é de 100. Quem passou no Encceja do Ensino Médio, por exemplo, pode usar o certificado para prestar vestibular ou concursos.

O exame avalia 4 principais áreas do conhecimento, tidas como as mais importantes na formação do aluno do Ensino Médio. São elas:

  • Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Cada tema é composto por 30 questões objetivas de múltipla escolha. Elas geram, cada uma, pontuação máxima de 100 pontos. O nível das perguntas pode influenciar no resultado final, já que existem questões consideradas fáceis, médias e difíceis.

Diferentemente do supletivo, o Encceja não se trata de uma formação para alunos. É uma prova realizada pelo Ministério da Educação que valida e certifica as competências dos candidatos.

E aí? Já sabe qual é o seu caso? Supletivo ou Encceja? Se precisar de ajuda nos estudos, toca pra cá! O Descomplica é craque em preparar alunos!