• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como melhorar seu currículo: 7 dicas essenciais

As empresas recebem, todos os dias, inúmeros currículos por e-mail. No momento de fazer a triagem, é preciso que um candidato chame a atenção para se diferenciar, certo? E aí, quer saber como melhorar seu currículo?

Uma má apresentação, erros de português, informações desconexas e até excesso de coisas podem espantar os recrutadores de você. 

Vale a pena entender o que eles buscam em um currículo e deixar o seu perfeitinho para que suas chances de ir a entrevista aumentem.

Para te ajudar nesse momento, separamos sete dicas de como melhorar seu currículo. Dá uma olhada!

1. Foque nos seus objetivos profissionais

Você precisa deixar claros os seus objetivos profissionais, dizendo quais são suas áreas de interesse e atividades que pretende realizar.

O ideal é colocar isso no início da apresentação, para que o recrutador saiba exatamente onde te encaixar. 

2. Destaque suas experiências

É preciso citar suas experiências profissionais em ordem cronológica, começando pela empresa mais recente. Aqui, você deve informar:

  • Nome da empresa em que trabalhou;
  • Período;
  • Cargo

Você também deve inserir um resumo sobre as atividades realizadas para que o recrutador entenda quais são os seus conhecimentos e competências.

3. Inclua cursos de curta duração

Cursos são sempre bem-vistos pelos recrutadores e ajudam a melhorar o seu currículo. 

Vale apenas incluir os que têm relação direta com a vaga e possam, de alguma forma, contribuir com a sua experiência. 

Não vale citar curso de tênis para uma vaga em economia ou curso de gastronomia para uma vaga administrativa, ok?

4. Coloque os idiomas falados 

Quem fala mais de um idioma tem grande valor no mercado de trabalho. Por isso, cite as línguas que você fala e seu nível de conhecimento. 

Não vale mentir neste ponto! Se o seu inglês, é básico, não diga avançado. Mais cedo ou mais tarde, podem descobrir. E isso pega muito mal.

5. Invista na formatação para melhorar o currículo

A aparência ajuda a melhorar bastante o currículo. Vale deixar as informações separadas e organizadas e não apenas jogá-las para dificultar a leitura.

Se você trabalhar com design, melhor ainda! Use o seu portfólio para mostrar sua criatividade e habilidade. 

6. Revise as informações

Leia, releia e leia novamente o seu currículo. Isso porque o recrutador presta atenção a todos os detalhes deste documento, então, erros de português, má formatação e até dados desatualizados podem te desclassificar.

O legal também é dar o currículo para outra pessoa ler. Pode ser um amigo ou familiar. Veja se a pessoa entende tudo e se as informações estão claras.

7. Mencione trabalhos voluntários

Sabia que trabalhos voluntários são bem vistos hoje em dia? Muitas empresas valorizam esse tipo de comportamento, que pode ser um diferencial no momento da sua contratação.  

O que NÃO colocar de forma alguma no currículo

Agora que já mostramos como melhorar seu currículo, chegou a hora das dicas do que não fazer!

Existem algumas coisas que simplesmente NÃO PODEM estar presentes em um currículo. Alguns exemplos são:

  • Não coloque todas as empresas nas quais trabalhou; apenas as últimas três e que esteja relacionadas ao cargo desejado;
  • Nunca entregue um currículo com erros de português ou digitação;
  • Não use e-mails “fofinhos” ou pouco profissionais. Nada de amandinha.linda, joao.pegador ou algo do tipo;
  • Não use muitas páginas. Uma ou duas no máximo.

 Informações obrigatórias em um currículo

Como falamos acima, muitas coisas não podem faltar em um currículo. De forma resumida, temos o seguinte:

  • Informe seus dados pessoais, como nome, profissão, endereço, idade e estado civil;
  • Diga se você tem disponibilidade para viagens a trabalho ou mudança de residência, bem como carteira de habilitação para carros ou motos;
  • Cite as áreas e campos em que você tem interesse em trabalhar; 
  • Coloque sua formação do Ensino Médio, Superior e cursos de pós-graduação — sempre com data de início e conclusão;
  • Informe suas experiências profissionais;
  • Cite outras atividades agregadoras, como cursos de idioma, níveis de conhecimento em plataformas, trabalhos voluntários, intercâmbios, atividades exercidas no ensino superior ou pós, entre outras; 
  • Coloque suas principais competências como profissional;
  • Se tiver algum portfólio ou site on-line, coloque o endereço da web.

Deu pra entender o que fazer e o que é proibido em um currículo? Cuidar dessa sua primeira impressão é muito importante para que os recrutadores voltem suas atenções a você.

Se estiver pensando em turbinar seus estudos e concluir o Ensino Fundamental ou Médio, fala com o Descomplica! Temos os melhores planos de aulas online para o Encceja, que te dá um diploma pra você subir na carreira e conseguir oportunidades muito melhores!