O que fazer depois de terminar a sua graduação em Direito

Quer ideias do que fazer depois de terminar sua graduação em direito? Confira nesse texto algumas dicas bem bacanas. 😉

O momento mais esperado – depois de passar no vestibular – é a colação de grau. Traduzindo: sair da faculdade. Porém, com a proximidade dos últimos períodos, bate um desespero no jovem universitário. Ele não se sente preparado para ingressar no mercado de trabalho e não tem certeza do que quer para seu futuro.

Infelizmente, as faculdades pouco orientam acerca dos possíveis caminhos a seguir. Exemplo disso é que poucos estudantes dos últimos anos de graduação sabem distinguir um curso de extensão de um curso de pós-graduação ou sequer sabem das oportunidades para o mais novo bacharel em direito.

Veja nesse texto algumas opções do que pode ser feito quando a graduação é concluída!

Cursos de extensão

Um curso de extensão é para graduados e não-graduados. Por isso, não é considerado pós-graduação. Esse tipo de curso pode ter variadas durações (em número de horas) e, ao final, o aluno recebe um certificado de conclusão.

Pós-graduação

A pós-graduação é constituída por um ciclo de atividades regulares que visam aprofundar os conhecimentos adquiridos pelos estudantes na graduação. É dividida em lato sensu e stricto sensu. Ao término do curso, o aluno recebe um certificado de conclusão após apresentação de monografia. Os processos seletivos para os cursos lato sensu são, em geral, efetuados através de análise curricular e entrevistas.

Aproveitando a oportunidade, veja conosco algumas das graduações lato sensu oferecidas pelo Descomplica Pós-Graduação.

Os cursos de pós-graduação stricto sensu, denominados mestrados e doutorados, são avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Os alunos recebem diploma com a referida titulação acadêmica, após a defesa de dissertação (para o mestrado) ou de tese (para o doutorado), tornando-se mestres ou doutores.

Concurso público

Se o seu sonho sempre foi a estabilidade financeira e um plano de carreira linear e previsível, então o concurso público pode ser a resposta às suas indagações.

Existem inúmeros certames aos quais o recém formado pode concorrer. Tem aqueles que exigem a carteira da OAB, determinada prática jurídica ou até mesmo só o bacharelado.

Confira alguns concursos públicos que valem a pena:

  • Oficial de inteligência da Abin: exige apenas o ensino superior completo.
  • Analista do Tribunal Regional do Trabalho (TRT): exige nível superior na respectiva área de interesse. No caso da área administrativa pode ser ensino superior em qualquer área de formação.
  • Agente da Polícia Federal: exige apenas graduação superior em qualquer área.
  • Defensor Público Federal: exige bacharel em direito e comprovação de 2 anos de prática jurídica. Vale ressaltar, no entanto, que período de estágio ainda durante a faculdade conta para algumas defensorias da Federação.

Ainda, no Descomplica Concursos, você pode se preparar para ter seu nome publicado no Diário Oficial concomitantemente à sua Pós-Graduação. Como alguns concursos exigem uma prova de títulos, com uma pós-graduação você já sai na frente. 😉

Advocacia

Uma das profissões mais diretas quando falamos sobre a faculdade de Direito é o exercício da advocacia. Hoje, a advocacia é regulamentada pela Lei Federal nº 8.906/94 (Estatuto da OAB), pelo Regulamento Geral, pelo Código de Ética e Disciplina e pelos Provimentos do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

Ou seja, para exercer a atividade é necessário ser bacharel em Direito e inscrito no quadro de advogados da OAB (após aprovação no exame da ordem). Somente o advogado realiza atividade de postulação perante o Poder Judiciário como representante judicial de seus clientes. Também são atividades privativas atuação em consultoria e assessoria de matérias jurídicas.

O Exame de Ordem dos Advogados do Brasil é realizado três vezes por ano. Dessa maneira, as provas ocorrem, em média, a cada 4 meses.

É importante ainda ressaltar que, conforme edital, para participar do certame, o candidato deve comprovar: estar nos dois últimos semestres ou estar matriculado no último ano da graduação no primeiro (ou segundo, a depender da edição) semestre do ano corrente.

Nesse sentido, o Master OAB te dá o material certo para você conseguir a sua aprovação!

E você, o que vai fazer quando terminar a graduação em direito?

Nós do TSC estamos aqui para te ajudar. Tudo o que você precisa saber sobre os concursos temos aqui. Conte conosco!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here