É pegadinha! Veja 3 artimanhas das bancas de concurso

desenho com homem escorregando em uma casca de banana, analogia comum a pegadinha de questões
Questões com pegadinha eliminam os candidatos menos atentos. Imagem: Shutterstock

Todo concurseiro sabe que é preciso estudar muito para conseguir se dar bem nas provas. E aí entram todas os métodos, técnicas, livros e vídeo-aulas que são necessários para absorver o conhecimento. Mas o estudo teórico, apesar de importante, não é a único conteúdo que o concurseiro deve dominar. Na aplicação das provas, muitas bancas apelam para questões com pegadinha.

Pegadinhas são artimanhas que o examinador utiliza para explorar algo além do conhecimento teórico do candidato. A ideia das pegadinhas é de induzi-lo a uma linha de raciocínio equivocada. Assim, a banca explora vulnerabilidades como ansiedade, distração momentânea, falta de entendimento do contexto e consegue eliminar uma boa porcentagem de candidatos.

É preciso, portanto, analisar toda a estrutura da questão e entender se existe malícia do examinador. Para te deixar atento e acender a luz de alerta nos estudos, listamos neste post 3 tipos de pegadinhas para você não ser enganado na sua prova!

Pegadinha da Inversão de Conceito e de Alteração de Prefixo

Essa é uma pegadinha muito comum que visa confundir o examinando empregando uma palavra, conceito ou expressão que inverta o significado de um determinado conceito ou até da própria norma jurídica. Este efeito pode ser alcançado ao se adicionar ou retirar um prefixo na palavra chave do enunciado ou das alternativas.

banner_descomplica_concursos

Como a alteração é pequena, o candidato que faz uma leitura dinâmica pode não perceber a alteração e julgar a alternativa como certa, ou interpretar erroneamente a questão. A banca CESPE, por exemplo, é muito conhecida por utilizar este tipo de pegadinha.

Exemplo de questão:

A indenização de prejuízo dolosamente causado ao erário somente será liquidada mediante comunicação ao servidor, e descontada em parcelas mensais cujo valor não exceda 10% da remuneração ou do provento, na falta de outros bens que assegurem a execução judicial do débito.

Gabarito: Incorreta

Por que é uma pegadinha? Segundo o §1º do art. 46 da Lei 8.112/90, o valor de cada parcela não poderá ser inferior ao correspondente a dez por cento da remuneração, provento ou pensão. (Redação dada pela Medida Provisória nº 2.225-45, de 4.9.2001)

Mais um exemplo:

Em relação à ação popular, é verdadeiro afirmar que

a) No caso de desistência do autor, o Ministério Público não pode dar prosseguimento à ação.

b) A ação popular pode ser proposta somente contra entidades públicas.

c) Para a propositura da ação popular é prescindível que o autor da mesma seja eleitor.

d) Ainda que se trate de ação temerária, não haverá sanção para seu autor.

e) A ação popular pode ser proposta para a proteção de interesses difusos da coletividade.

Gabarito: E

Para que a ação popular seja proposta, exige-se a condição de eleitor, que se comprova com a apresentação do título de eleitor. Ou seja, é IMprescindível que o autor seja eleitor. Numa leitura desatenta, o candidato poderia marcar a alternativa C, que afirma justamente o contrário.

Pegadinha das Trocas de Conceito

Por sua vez, as pegadinhas das troca de conceitos são as que embaralham termos e conceitos pertencentes a um mesmo universo semântico. Para acertar este tipo de questão, o candidato precisará saber muito bem todos as definições apresentadas ou terá que resolver a questão por eliminação.

Vejamos um exemplo:

De acordo com a Lei 8.112/90 assinale a opção correta a respeito das formas de provimento dos cargos públicos:

a) Reintegração é a investidura de servidor em cargo de atribuições e responsabilidade compatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental.

b) Recondução é o retorno de servidor público estável ao cargo anteriormente ocupado e decorrerá de inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo ou de reintegração do anterior ocupante.

c) Reversão é a reinvestidura de servidor estável no cargo anteriormente ocupado quando invalidada sua demissão.

d) Aproveitamento é a passagem de servidor estável de cargo efetivo para outro de igual denominação, pertencente a quadro de pessoal diverso, de órgão ou instituição do mesmo poder.

e) Readaptação é o deslocamento do servidor, a pedido, no âmbito do mesmo quadro com mudança de sede.

Gabarito: B

A pegadinha está em misturar completamente conceitos e definições pertencentes a um mesmo campo semântico. Assim, o conceito de reintegração mencionado na alternativa A refere-se na verdade à definição explicitada na alternativa C. Por sua vez, o conceito mencionado na alternativa E é que corresponde à definição apresentada na alternativa A. A fórmula se repete e apenas na alternativa B o termo e sua definição estão corretamente vinculados.

Pegadinha do Sinônimo pouco utilizado

Por fim, este é um tipo de pegadinha em que a alternativa correta apresenta um termo que não é o mais utilizado. Para acertar, o candidato deve saber se tratar de sinônimo.

Vejamos um exemplo:

A mudança de um bem de uso comum do povo para bem dominical chama-se:

a) afetação.

b) desconsagração.

c) cessão.

d) permissão

Gabarito: B

A questão é uma baita pegadinha. Isto porque o termo normalmente utilizado para designar a mudança de um bem de uso comum do povo para bem dominical é “desafetação”. Mas “desconsagração” é um sinônimo que também pode ser usado corretamente. Além de confundir o candidato, a banca faz com que o examinando perca tempo com a questão. Mesmo o candidato que saiba o que é desafetação ficará perdido se não souber da existência do termo equivalente. Ainda que acerte a questão, poderá ter perdido minutos preciosos tentando decifrar o significado da alternativa.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo sugerindo temas que você gostaria de ver aqui no Tudo Sobre Concursos.

Conheça também nosso canal do Youtube.

Bons estudos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here