• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Saiba como se tornar um advogado de Direitos Humanos

Embora o Direito seja uma área do conhecimento tradicional, ele acompanha as novas demandas sociais. Afinal, é preciso compreender as novas relações pra regulamentá-las, conferindo direitos e obrigações a cada nova situação jurídica. Nesse sentido, o advogado de Direitos Humanos é uma figura que tem recebido destaque.

Isso se deve por várias razões, especialmente a reflexão sobre os dramas humanos que cercam a sociedade, como os imigrantes, a questão da saúde e da segurança pública.

Tendo em vista a importância da atuação do advogado nas causas que envolvem os Direitos Humanos, a gente elencou alguns esclarecimentos sobre essa profissão. Se liga!

Mas, afinal, o que são os Direitos Humanos?

Mas, afinal, o que são os Direitos Humanos?

Direitos Humanos são uma categoria de direitos concedidos a toda e qualquer pessoa, independentemente da cidadania, classe social, raça, credo, gênero ou qualquer outra diferença que se possa imaginar. Como o próprio nome já diz, trata-se de garantias reconhecidas como universais e indispensáveis à promoção da vida e da dignidade.

Embora o tema seja um dos novos desafios profissionais, a origem dos Direitos Humanos remonta a 1789. Pode-se dizer que a Declaração Universal dos Direitos do Homem, como produto da Revolução Francesa, foi um dos primeiros documentos que inscreveu na ordem jurídica um conjunto de garantias indispensáveis e indisponíveis.

Quais são os segmentos de atuação possíveis?

Quais são os segmentos de atuação possíveis?

Os Direitos Humanos são bastante amplos e passam pelo direito:

  • à saúde;
  • ao ensino de qualidade;
  • ao meio ambiente sustentável;
  • e à liberdade de crença.

Essas são apenas algumas das garantias que foram incorporadas pela Constituição da República e pelos tratados ratificados pelo Brasil. Sendo assim, as áreas de atuação do advogado no futuro da advocacia são amplas. É possível trabalhar tanto em instituições públicas quanto em particulares na defesa de direitos individuais e coletivos.

Outra possibilidade é a atuação em ONGs. O profissional pode trabalhar, por exemplo, garantindo o direito de associação da sociedade civil, na defesa do meio ambiente e junto à sociedade na efetivação de direitos como: alimentação, acesso à creche e saneamento básico. Os direitos da criança e do adolescente também se inserem nesse contexto. 

Como se tornar um advogado de Direitos Humanos?

Como se tornar um advogado de Direitos Humanos?

Se você se identificou com a área, deve ter pensado o que é preciso fazer pra se tornar um advogado de Direitos Humanos. Nesse sentido, é importante ter em vista que a formação profissional em Direito é um primeiro passo indispensável. 

Afinal, só é possível atuar na área com comprovação de diploma. Como um segundo passo, especialmente pra quem já está formado, vale a pena realizar a especialização na área.

Essa etapa é fundamental pra se aprofundar no tema e entender como será a atuação na prática. Não se esqueça de se atentar pra instituição de ensino escolhida. Afinal, contar com uma boa faculdade é decisivo pra conquista de boas colocações na área.

O trabalho de um advogado é fundamental pra toda a sociedade. É este, afinal, o profissional que pode garantir a efetividade dos direitos que os cidadãos devem ter acesso. Pra ter sucesso profissional, no entanto, é importante buscar uma especialização.

Nesse sentido, a Faculdade Descomplica pode ser uma boa opção pro advogado de Direitos Humanos. Com nota máxima no MEC, a instituição de ensino conta com um corpo docente qualificado e metodologias de ensino inovadoras pra melhor preparação do acadêmico.

E aí? Curtiu o conteúdo? Então não deixe de conferir as oportunidades da Faculdade Descomplica e de se inscrever em uma Pós-Graduação Online!