• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

O que é soldagem? Descubra o conceito, para que serve, os tipos existentes e mais!

A soldagem é um processo bastante comum no ramo da indústria, construção naval, civil, eletrônica e aeronáutica. Logo, entender o que é soldagem e suas técnicas são passos importantes pra produção de diversos materiais.

Nesse contexto, os profissionais devem conhecer os tipos, funções, vantagens e desvantagens dos equipamentos de solda pra que o processo de soldagem seja realizado com eficiência.

Ainda não sabe muito sobre o assunto? Então, vem com a gente e descubra o que é soldagem, pra que serve e quais os principais tipos de solda!

o que é soldagem - profissional soldando barra no alto

O que é soldagem 

Segundo a Sociedade Americana de Soldagem, o processo de solda é a união de metais e não metais através do aquecimento adequado, com ou sem material aditivo, ou aplicação de pressão.

Isto é, a soldagem é a união de dois produtos utilizando pressão ou calor, de forma que os una permanentemente em uma única peça.

Pra realização desse trabalho, é necessária uma fonte de energia, que pode ser:

  • elétrica; 
  • química; 
  • mecânica;
  • ou radiante. 

Apesar de a solda ser um conhecimento recente na história, com cerca de 100 anos, a soldagem por forjamento foi muito utilizada em épocas remotas.

Por exemplo, no Museu do Louvre, na França, existe um pingente de ouro com marcas de solda feito na Pérsia durante o ano 4000 A.C.

o que é soldagem - profissional soldando barra

Tipos de soldagem 

Existem variados tipos de soldagem. Todavia, podemos destacar os 3 mais comuns, que são:

  • Eletrodo Revestido (ou Arco Manual);
  • MIG/MAG (do inglês Metal Inert Gas e Metal Active Gas);
  • TIG (do inglês Tungsten Inert Gas).

Conheça cada um agora! 

Eletrodo Revestido

O eletrodo revestido é a forma mais conhecida dentre os processos de soldagem, sobretudo pelo seu baixo custo e fácil manuseio.

A soldagem com arco manual é presente na fabricação, manutenção e montagem de diversas estruturas e equipamentos, bem como pode ser adotada pra soldar variados materiais, como o ferro fundido, alumínio, aço inoxidável e outros. 

Nesse modelo, o calor de um arco elétrico é mantido entre dois lados metálicos, que é a extremidade de um eletrodo revestido e a peça base. Com o calor produzido pelo arco, o metal de base, o revestimento e o eletrodo são fundidos. 

Soldagem TIG

A soldagem com gás inerte de tungstênio (TIG) é o processo que utiliza um eletrodo de tungstênio não consumível. Nele, um arco elétrico se combina com o eletrodo e a peça, enquanto um gás inerte os protege.

Além disso, essa soldagem produz um material limpo e de alta qualidade. Esse modelo não gera escória, o que faz com que o produto não precise de uma limpeza no final.

Esse processo pode ser feito em quase todos os metais, como na produção de alumínio e ligas de aço inoxidável. Ademais, a solda TIG é uma grande aliada em indústrias químicas, nucleares e de alimentos.

Soldagem MIG/MAG

Em ambos os processos, é feito uma ligação entre um arco elétrico, a peça e um consumível. O arco funde continuamente o consumível conforme ele é aplicado na poça de fusão. A proteção do metal da solda é feito através de um fluxo de gás ativo ou inerte.

Nesse sentido, a soldagem MIG utiliza o gás argônio pra solda de cobre, alumínio e aço inoxidável, enquanto o tipo MAG faz uso da mistura de argônio e Co2 pra soldar ligas e aço carbono

Esses processos são muito flexíveis e proporcionam soldagens de alta qualidade, como também não possuem a necessidade de remover a escória.

profissional soldando barra

Vantagens e desvantagens

Entendendo o conceito, pra que serve e quais os tipos principais de soldagem, é interessante conhecer algumas das vantagens e desvantagens da solda em relação com outros processos, como aparafusar e rebitar.

Vantagens

As principais vantagens de contar com a solda pra produção de peças são: 

  • grande variedade de aplicações;
  • não tem “perda de aperto”;
  • baixa chance de vazamento;
  • eficiência elevada;
  • economia no tempo de produção;
  • conta com diversos tipos de processos.

Desvantagens 

Por outro lado, assim como outros processos, a soldagem também pode ter algumas desvantagens, como:

  • pode afetar a propriedade da peça;
  • não pode ser desmontada;
  • chance de causar tensões ou deformações;
  • pode exigir elevado custo;
  • requer as habilidades de um profissional

Agora, você sabe o que é soldagem, qual o seu papel e os tipos principais de solda, tendo em mãos os pontos cruciais sobre o tema!

E aí, gostou do post? Então, que tal enriquecer ainda mais os seus conhecimentos? Conheça os cursos de Pós-graduação em Engenharia da Pós Descomplica!