• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Descubra o essencial sobre a nutrição clínica hospitalar!

A nutrição clínica hospitalar é um setor crucial pro atendimento de qualquer paciente, pois a alimentação tem um impacto significativo na prevenção de doenças e qualidade de vida.

Por esse motivo é que a gente criou esse post só pra falar sobre essa área, afinal não dá pra ficar em dúvida dos detalhes quando o assunto é importante, né?

profissional da saúde segurando pasta, caneta e celular

Qual a importância da nutrição clínica hospitalar?

Não é novidade que uma alimentação saudável está diretamente ligada à vitalidade. Por essa linha de pensamento, é possível reconhecer que a nutrição clínica hospitalar é fundamental pra garantir a recuperação e bem-estar de quem está internado.

Mas esse não é o único papel da nutrição dentro de um hospital. Afinal, o profissional também é responsável por inserir os nutrientes que o paciente precisa no organismo pra que seja liberado o mais breve possível. Esse cuidado varia conforme o tipo de doença, a causa do internamento e o estado nutricional.

nutrição clínica hospitalar - legumes cortados

Como é o dia a dia na nutrição clínica hospitalar e ambulatorial?

O trabalho na nutrição clínica hospitalar e ambulatorial é feito com a parceria de uma equipe multidisciplinar pra identificar qual o melhor plano alimentar. Os principais tipos de dietas hospitalares são:

  • Livre ou geral: uma dieta balanceada contendo a distribuição e quantidades normais. Quase sempre pra pessoas que não tem restrições específicas;
  • De rotina: também não é restritiva, mas pode sofrer adaptações, conforme as necessidades individuais. É mais usada em pós-operatórios;
  • Branda: com alimentos leves e fáceis de ingerir. Pra pessoas com dificuldade de mastigação ou problemas gastrointestinais;
  • Pastosa: dietas compostas por refeições que exijam pouca mastigação;
  • Líquida-pastosa ou pastosa liquidificada: pra pacientes com dificuldades de mastigar e engolir, problemas gastrointestinais e de digestão;
  • Líquida completa: destinada a pessoas que precisam se hidratar e nutrir os tecidos, mas não podem ingerir alimentos sólidos ou pastosos;
  • Líquida restrita: é uma dieta pra saciar a sede e hidratar os tecidos. Costuma ser usada no preparatório de exames como colonoscopia e endoscopia.

Existem também as dietas pra enfermidades específicas como a Dieta HAS pra pessoas com hipertensão.

Além da montagem do cardápio a nutrição clínica hospitalar prescreve a forma de higienização, preparo e distribuição dos alimentos.

Ainda, registra a evolução nutricional, realiza a alta nutricional, conversa com pacientes, familiares ou responsáveis sobre como se alimentar corretamente e solicita exames laboratoriais quando necessário.

nutrição clínica hospitalar - profissional da saúde segurando recipiente com frutas e legumes

Qual o salário na área de nutrição hospitalar?

A remuneração nesta área varia conforme os acordos sindicais de cada estado. Por exemplo, o sindicato dos hospitais, clínicas e laboratórios do Estado de São Paulo – Sindhosp, estabelecem o piso salarial de R$3.096,94.

Porém, este é só o valor base, já que é possível trabalhar em mais de um hospital ou clínica.

Leia também: Conheça os 7 cursos de pós-graduação em Nutrição mais procurados.

nutrição clínica hospitalar - pessoa segurando recipiente com morangos

3 motivos para fazer uma especialização em nutrição clínica hospitalar

Como você já viu, essa é uma área bem importante dentro dos hospitais, afinal, a alimentação do internado é fundamental pra uma boa recuperação.

Mas ainda te daremos 3 razões pra escolher a nutrição hospitalar pra sua carreira, além das vantagens que você já viu.

1.   Atualizar os conhecimentos

O aprendizado constante é fundamental em qualquer área, na nutrição não seria diferente. Um profissional com especialização nesta área estará em constante atualização e oferecerá mais qualidade no atendimento.

Reconhecimento e credibilidade estão entre o rol de benefícios ao executar com excelência o atendimento.

2.   Poderá trabalhar em hospitais

Existem muitas possibilidades na nutrição, mas se você sente que o hospital é o seu lugar ao fazer uma especialização nesta área, você terá mais chances de conseguir uma oportunidade.

3.   Aumento de salário

Quanto mais qualificado você for, melhor será o desempenho profissional. Logo, os ganhos também serão maiores

Você precisa ter em mente que a especialização engloba um contexto geral, ou seja, além de oferecer mais qualidade no atendimento ao paciente, o retorno pro profissional também é significativo tanto em termos de salário quanto em gratificação.

E aí, se interessou? Então, por que não escolher uma faculdade online, em que você estuda no seu tempo, com professores autênticos e aulas dinâmicas? Pra saber mais, acesse a Pós Descomplica. Vem se especializar em Nutrição Clínica Hospitalar!