• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

O que é fluxo de caixa de uma empresa e como calcular?

Organizar as finanças de uma empresa é essencial para entender o que é recolhido, o que é gasto e quanto há de lucro real. O acompanhamento financeiro é indispensável para que a companhia se mantenha sadia e, por isso, é fundamental saber como calcular o fluxo de caixa.

Também chamado de controle de caixa, o fluxo de caixa é uma parte indispensável do planejamento financeiro da empresa e passa pela área de ciências contábeis. Por isso, quem estuda essa disciplina geralmente tem relação com contabilidade e seus cálculos, bem como tributos e obrigações fiscais.

Quer entender melhor o fluxo de caixa e como calculá-lo em uma empresa? Dá uma olhada nas dicas do Descomplica!

O que é fluxo de caixa e para que serve?

O fluxo de caixa é uma atividade geralmente controlada pela área de contabilidade de uma empresa. Ela permite que o fluxo de dinheiro do caixa da companhia seja registrado e analisado. Nele, consta tudo o que é recolhido e tudo o que é gasto, obedecendo um período determinado.

O fluxo de caixa pode seguir uma análise diária, mensal ou quinzenal. Sua análise permite entender o passado, organizar o presente e projetar o futuro e tem grande importância para as finanças de um negócio.

Algumas das principais funções do fluxo de caixa são:

1. Apontar gastos desnecessários

É comum que gestores de uma empresa sintam que estão gastando mais do que o necessário, porém não consigam identificar o real problema. Por meio do fluxo de caixa, é possível mapear os gastos e entender o que pode ser cortado.

2. Indicar a necessidade de investimentos

Quando um produto vende bem, mas tem possibilidade de vender ainda mais, é hora de avaliar essa tendência no fluxo de caixa. Ele identifica essa ocorrência, gerando uma oportunidade de investimento, que pode ser a troca de equipamentos, ações de marketing ou contratação de pessoas.

3. Acompanhar os prazos de contas

A inadimplência é um dos grandes atrasos das empresas e pode comprometer inclusive a boa imagem de uma companhia, além de gerar gastos adicionais.

Com um fluxo de caixa bem controlado, você evita o efeito bola de neve criado por juros e mantém as finanças em dia. Além disso, ele ajuda a escolher o melhor prazo de vencimento para suas contas, de acordo com os recebimentos.

4. Mostra a sazonalidade dos produtos

O fluxo de caixa identifica a sazonalidade de produtos, ajudando as empresas a se prepararem para momentos de alta (comprando e abastecendo estoques) e momentos de baixa (reduzindo a compra de insumos e fazendo promoções).

Como fazer o fluxo de caixa? 

É preciso ter conhecimentos em contabilidade para fazer um fluxo de caixa. Basicamente, as etapas necessárias são:

·      Identifique o saldo da empresa;

·      Separe as receitas e despesas por categorias para facilitar o acompanhamento das transações no futuro;

·      Registre sempre as entradas e saídas do caixa;

·      Atualize e corrija os lançamentos.

Além de investir em conhecimento e em cursos de fluxo de caixa, uma alternativa para facilitar esse processo é apostar em ferramentas de gestão financeira que garantam a precisão dos dados

No Curso Livre de Gestão de Custo do Descomplica, você aprende a aplicar conhecimentos e ferramentas de planejamento financeiro, incluindo fluxo de caixa. O combo 3 em 1, totalmente online, engloba o seguinte:

• Curso 1: Fluxo Financeiro E Orçamento Empresarial

• Curso 2: Gestão de Custos

• Curso 3: Gestão do capital de giro

Nesse plano de aulas, o aluno aprenderá, com aulas dinâmicas e disponíveis online para ver quando e onde quiser, a elaborar orçamentos, gerenciar custos e fluxo de caixa de empresas de todos os portes.

O curso livre é ideal para analistas, gestores financeiros ou empreendedores que desejam adquirir conhecimentos em planejamento financeiro.

Dá uma olhada no plano de aulas de Gestão de Custo, confira o precinho e inscreva-se já!