• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Confira 4 dicas de finanças para startups práticas e simples!

A falta de controle financeiro é um dos principais motivos que fazem um negócio ir por água abaixo. Apostar em um método de cuidar das finanças pra startups é tão importante quanto ter um bom projeto de negócio.

Você acha esse assunto muito complicado? Não sabe por onde começar? Muita calma nessa hora, a gente não tá sempre aqui pra te dar uma luz?

Então relaxa aí, e continue lendo este artigo, pois vem com 4 dicas de finanças simples e fáceis de aplicar, e que podem ajudar a acelerar uma startup. É pá pum!

visão de cima de uma pessoa trabalhando no notebook

1. Separe gastos pessoais dos da startup

Essa é a primeira e mais importante dica que a gente pode te dar. Não tem nada pior pro fluxo de caixa do que colocar tudo no mesmo cesto. Fica impossível avaliar quais os resultados da empresa se o dinheiro é usado pra comprar a cerveja do final de semana e os insumos pra produção de um protótipo, por exemplo.

Afinal, a melhor maneira de botar ordem na casa é estabelecer um valor mensal de retirada pros sócios. Mas, lembre-se, ele precisa ser um valor pé no chão, compatível com a realidade das finanças da startup. Se você chutar o pau da barraca na hora de definir sua renda, ficará difícil preservar a saúde da empresa.

finanças para startups - pessoa fazendo anotações

2. Controle todas as despesas e receitas

Tem que organizar e registrar todos os gastos — seja lá qual for o tipo de despesa — e receitas na hora de controlar as finanças da startup. Dá pra fazer isso usando aplicativos gratuitos, planilhas de Excel ou, se você já tiver uma grana, vale a pena investir em um bom software de gestão.

Dessa forma, é possível tomar decisões baseadas em dados concretos, além de mostrar maturidade empresarial. Imagine ter que apresentar a empresa pra um investidor e não ter como explicar o fluxo de caixa?

finanças para startups - duas pessoas analisando informações no papel

3. Planeje as finanças da startup

Quanto o assunto é finanças pra startups, junto com o planejamento estratégico, você também precisa questionar:

  • Como será feita a gestão dos recursos e como eles serão gastos? 
  • A empresa tem dívidas ou compromissos que precisam ser pagos? 
  • O fluxo de caixa está correto?

Com as respostas em mãos, você já pode começar a definir quais são as metas pro próximo mês, semestre ou ano. Mas, seja realista, tá? Nada de traçar objetivos mirabolantes que estão fora da realidade, eles precisam ser claros e acessíveis.

finanças para startups - cofrinho em formato de porquinho

4. Crie uma reserva financeira

A gente sabe que parece impossível, mas se você seguir essas dicas de finanças, vai ser bem mais fácil. Ter uma grana reservada pra alguma emergência pode ser a diferença entre sobreviver em uma crise ou fechar as portas, por exemplo.

O ideal é separar uma parte do lucro líquido e deixar aplicada em um ativo de renda fixa como CDBs ou Tesouro Direto.

Por fim, um bom conhecimento de finanças pra startup também vai ter um reflexo legal na vida pessoal, e quando essas duas coisas estão em sincronia tudo flui melhor. Borá lá começar hoje mesmo?

Você acha que precisa se preparar um pouco mais pra dar conta de tudo? Então vem pra Pós Descomplica de gestão financeira e fique craque em finanças!