• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Conheça 4 filmes sobre Psicologia para você assistir

Você é fã de filmes e também se interessa por Psicologia? Neste artigo, a gente resolveu unir essas duas coisas e criar uma lista com 4 filmes sobre Psicologia que você precisa assistir!

Psicologia tem origem nas palavras gregas: psiquê, que significa “alma”, e logia, que significa “estudo de.”

Mas a Psicologia não é apenas a ciência da alma, porque ela estuda também: 

  • processos mentais;
  • sentimentos;
  • pensamentos;
  • razão;
  • comportamento humano. 

Dentro da Psicologia há uma especialidade chamada Psicopatologia, que foca seus estudos nas personalidades desviantes, com comportamentos inadaptáveis e que, algumas vezes, chocam a sociedade.

Afinal, são esses tipos de personalidades que vamos encontrar nos personagens dos filmes sobre Psicologia a seguir.

Personagens que encantam, assombram e fazem qualquer um vibrar com as cenas que interpretam.

filmes sobre psicologia – pipoca, bebidas e pizza na mesa, pessoas ao fundo

Filmes sobre Psicologia que vão te tirar o fôlego

A mente humana é um labirinto com segredos complicados que podem revelar histórias um tanto quanto curiosas, não é mesmo? Muitas vezes assustadoras e mais surpreendentes do que se imagina.

Confira 4 filmes que demonstram o que há de mais interessante, complexo, perigoso e extraordinário da mente humana.

Garota, Interrompida (1999)

Este filme conta a história de Susanna Kaysen (Winona Ryder), que após uma tentativa de suicídio, recebe uma recomendação médica pra se internar em uma instituição.

Lá, ela conhece a interessante Lisa (Angelina Jolie) de quem se torna muito próxima.

O filme é baseado no livro da própria Susanna Kaysen, que foi internada de verdade em um hospital psiquiátrico.

O enredo aborda vários pontos importantes da Psicologia, como o transtorno de Susanna, caracterizada pela instabilidade de humor, diagnosticada com borderline. 

Contudo, o destaque do filme está em Lisa, uma sociopata com alto poder de manipulação. Susanna fica tão intrigada com Lisa que elas acabam criando um relacionamento complexo, de ajuda mútua.

Além dos desvios de personalidade, o filme também mostra como os problemas psicológicos eram banalizados na época.

Em outras palavras: pessoas que fugiam de um certo padrão eram consideradas loucas e deveriam ser internadas.

Dessa forma, “Garota, Interrompida” é um filme que explora a mente das pessoas, promovendo reflexão sobre a influência que os outros exercem sobre nós.

Silêncio dos Inocentes (1991)

Um grande vencedor do Oscar, o filme está completando 30 anos e continua, até hoje, surpreendendo com seu enredo fascinante.

O filme é sobre a história de Clarice Starling (Jodie Foster), uma agente do FBI que pede ajuda a um serial killer que se encontra preso, o doutor Hannibal Lecter (Anthony Hopkins), pra prender outro assassino em série, Buffalo Bill.

Buffalo Bill é um serial killer que mata mulheres pra tirar suas peles. O doutor Hannibal Lecter concorda em ajudar a agente contanto que ela lhe conte sobre sua vida pessoal.

Nesse sentido, Hannibal pretende entrar na mente da agente e ele usa de suas habilidades de persuasão e linguística.

Inegavelmente, o filme deu tão certo que dele surgiram continuações e séries sobre o passado dos dois personagens.

Grande clássico, “O Silêncio dos Inocentes” é um dos filmes mais queridos na opinião dos cinéfilos, encontrando-se entre os 25 melhores no IMDB. Além disso, marcou 96% de aprovação com os críticos no Rotten Tomatoes.

É exatamente o que a gente chama de “filmão”, hein?

Identidade (2003)

Este é outro longa do mesmo diretor de “Garota, Interrompida”, James Mangold. Assim, só pode ser coisa boa, não é mesmo? Sim, “Identidade” garante muita tensão, bons sustos, uma trama original e bem amarrada.

A história do filme lembra bem algum suspense de Agatha Christie. O enredo se passa em motel barato de beira de estrada nos arredores de Las Vegas.

Dessa maneira, dez estranhos acabam reunidos, entre eles um motorista de limusine, uma atriz de cinema, um policial escoltando um assassino, uma garota de programa, um casal e uma família em crise.

Todos acabam se encontrando com o gerente administrativo do local, interpretado por John Hawkes.

Entretanto, com uma tempestade ocorrendo, sem telefones e isolados do mundo, acaba acontecendo algo inesperado. Um a um, são encontrados mortos.

Mas quem é o assassino? Essa é uma das questões intrigantes do filme.

Enfim, é um filme pra aqueles que gostam de um final surpreendente e que conta uma história que muda constantemente de direção, confundindo o telespectador exatamente como seus personagens.

Prende a atenção do início ao fim. 

Psicose (1960)

O clássico que criou e validou um novo estilo de filme: o horror moderno, não poderia ficar de fora, não é?

Produzido por Alfred Hicthock, conhecido pelo “mestre do suspense”, responsável por apresentar ao mundo um dos personagens mais complexos do cinema: Norman Bates (Anthony Perkins).

Psicose é uma adaptação de um livro de mesmo nome escrito por Robert Bloch, que se inspirou num caso real ocorrido nos Estados Unidos, em 1950.

O filme é rodado inteiramente em preto e branco por opção de Hitchcock, já que as produções coloridas já eram realizadas na época.

Em princípio, o enredo conta a história da secretária Marion Crane (Janet Leigh) que rouba 40 mil dólares de seu patrão e foge pra encontrar com seu namorado.

Em sua fuga, devido a uma tempestade, teve que parar e decidiu se abrigar em um isolado hotel, chamado Motel Bates, gerenciado por um misterioso homem, o então famoso Norman Bates.

A moça em fuga, o motel isolado, o homem misterioso, a tempestade acontecendo, é realmente o cenário perfeito pra um crime, não é?

Então, a história se desenvolve e acaba criando o segundo maior vilão do cinema, segundo o Instituto Americano do Cinema (AFI). Norman Bates fica atrás apenas do já conhecido Hannibal Lecter, de “O silêncio dos Inocentes”.

Por fim, Norman é um personagem dono de uma personalidade extremamente complexa, é um verdadeiro banquete pros amantes de Psicologia.

Ele revela um grande desvio em seu desenvolvimento psicossexual, que desenvolve uma obsessão patológica pela figura maternal.

Após o filme, também surgiram outras continuações, sendo a série “Bates Motel” uma delas. Iniciada em 2013, conta mais sobre a origem do assassino, focando em sua infância e juventude.

filmes sobre psicologia – pessoa sentada na sala olhando para o notebook

Aprenda mais sempre

Como você viu, esses são 4 filmes bastante interessantes sobre os segredos da mente humana, não é?

Mas interessante mesmo são nossos cursos, você já viu? Não deixe de conferir os cursos da Faculdade Descomplica e aproveitar uma condição especial que preparamos pra você. Vem estudar com a gente!

Caso queira saber um pouco mais sobre a profissão, conheça a página de Psicologia no nosso Guia de Carreiras.