• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Empreendedorismo feminino: quais são os desafios e oportunidades?

As mulheres têm conquistado aos poucos seu espaço na sociedade, principalmente quando se trata de vida profissional. E é aí que entra o empreendedorismo feminino. Ele está mudando a cara do mercado nos últimos anos!

Se a gente parar pra pensar, esse movimento é bem recente. Afinal, nossas mães e avós não tiveram as mesmas oportunidades que o público feminino tem hoje. Contudo, ainda existem muitos desafios. Mas eles estão aí pra serem superados.

Então, quer ficar por dentro do assunto? Saiba quais são esses obstáculos e possibilidades no universo do empreendedorismo feminino aqui. A gente vai explicar tudo pra você a seguir. Confira!

O que é empreendedorismo feminino?

Essa é uma tendência em crescimento. Ela está inspirando mulheres no mundo inteiro a colocarem a mão na massa — mas, dessa vez, não só na cozinha. A menos que desejem abrir seus próprios negócios tendo a culinária como foco, é claro.

Nesse sentido, o empreendedorismo feminino é o que muitas mulheres têm feito por aí quando o assunto é carreira e sucesso profissional. Elas investem no seu próprio potencial e abrem seus negócios. E eles são dos mais variados segmentos do mercado. Pra você ter ideia, de acordo com o Sebrae, só no Brasil já são 24 milhões de empreendedoras!

Como essa tendência gera oportunidades?

Quando as mulheres são incentivadas a abrirem suas empresas, ingressam no mundo dos negócios pra melhorar sua própria condição financeira. No entanto, elas acabam gerando mais oportunidades de crescimento para outras pessoas. Quando a empresa prospera, afinal de contas, gera emprego e renda.

A mesma pesquisa do Sebrae também mostra que elas estão à frente de 34% das empresas hoje. E tem mais! 45% dessas empreendedoras são também chefes de família. E elas fazem tudo sozinhas, viu? Isso porque 81% nem têm sócios.

As oportunidades dessas micro, pequenas e grandes empresárias são vistas em vários nichos. Elas estão no comércio varejista de moda, em serviços de beleza, no segmento de alimentação e até em atividades contábeis e jurídicas. Nessas áreas, conseguem administrar melhor seu tempo, conciliando vida pessoal e profissional.

E quais são os desafios do empreendedorismo feminino?

Os números são positivos, não é mesmo? É muito bacana ver tanta mulher protagonizando no mercado e construindo suas carreiras. Mas acontece que nem tudo são flores. Ainda existem alguns desafios que atrapalham a jornada feminina, como é o caso da discriminação de gênero.

Pode parecer contraditório. Entretanto, mesmo tendo um nível de escolaridade 16% superior aos homens, as mulheres ainda ganham 22% menos que o público masculino. E se a gente pensar em carreira de longo prazo, é uma pena dizer que os índices de desistência feminina são maiores.

É aí que entra outro desafio, o da múltipla jornada de trabalho. Quando vai empreender, a mulher precisa manter ativas outras funções no seu dia a dia. Aqui, entram as obrigações maternas, domésticas etc. É uma rotina exaustiva em que é preciso fazer malabarismo para dar conta de tudo.

Aliás, por falar nisso, a maternidade ainda é um tabu no mercado. Infelizmente, as mulheres ainda têm mais dificuldade de se manterem num emprego ou de conseguirem recolocação após se tornarem mães. É por isso que algumas veem no empreendedorismo feminino uma chance profissional, com mais flexibilidade e oportunidades.

Na maioria das vezes, as mulheres se tornam empreendedoras motivadas pela necessidade. Outros desafios do empreendedorismo feminino são: dificuldades de ascensão profissional e insegurança em posições de liderança por questões de gênero. Daí a importância de investir cada vez mais em educação, certo? Essa é uma forma inteligente e nobre de conquistar espaço no mercado.

E aí, gostou de saber mais sobre empreendedorismo feminino? Conheça os cursos da Faculdade Descomplica e avance na sua carreira!