• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Desmotivação no trabalho? Saiba como identificar e lidar com o problema!

Emprego novo é uma maravilha. Mas, com o tempo, a rotina se estabiliza e as tarefas começam a ficar repetitivas. Pronto, acabou o encanto! De fato, a desmotivação no trabalho mata qualquer carreira promissora.

Por isso, você não pode deixar sua vida profissional cair nessa armadilha! Se já viveu, vive ou não quer de jeito nenhum viver uma situação semelhante, fique por aqui mais um pouco. A seguir, a gente vai falar justamente sobre isso. Vamos lá?

O que causa desmotivação no trabalho?

A verdade é que a desmotivação no trabalho pode vir de diversos fatores. Esse desânimo, que compromete sua produtividade e credibilidade no mercado, pode afetar até mesmo seus rendimentos financeiros.

Portanto, vale a pena identificar possíveis causas. Certamente, as mais comuns são as cobranças em excesso, as metas inalcançáveis e a falta de feedback. Mas a gente pode listar mais algumas:

  • pressão desmedida por resultados;
  • falta de reconhecimento;
  • retrabalhos por falhas de comunicação;
  • infraestrutura precária de trabalho;
  • favoritismo e falta de transparência;
  • acúmulo de atividades e prazos curtos;
  • atrasos no pagamento e ausência de um plano de carreira;
  • falta de investimento no desenvolvimento profissional;
  • problemas de relacionamento interpessoal;
  • ambiente tóxico, com competitividade excessiva;
  • responsabilidades abaixo do potencial do colaborador;
  • ausência de liderança e de colaboração.

A desmotivação no trabalho também pode vir da sua vida pessoal. Problemas familiares, financeiros ou de relacionamento tendem a comprometer o desempenho profissional.

Logo, o primeiro passo é identificar o que causa essa falta de motivação. Assim, você passa a entender o que está atrapalhando o progresso da sua carreira. Com isso, pode tomar as atitudes certas pra resolver o problema.

Quais são as melhores formas de lidar com isso?

Após descobrir a raiz da desmotivação no trabalho, fica mais fácil lidar com a situação. Assim, o primeiro passo é despertar um pouco mais esse lado do autoconhecimento. Além de identificar o problema, que tal exaltar suas qualidades e mapear os defeitos?

Como a gente disse, às vezes a falta de motivação pode vir também da sua vida pessoal. Nem sempre a culpa é da empresa, por exemplo. Ou somente dela! A desmotivação profissional pode ser um conjunto de fatores.

Seus medos, anseios, valores, crenças e limitações contribuem com o panorama. Sonhos e expectativas também! Por isso, pratique o autoconhecimento, descubra quem você é e o que almeja pra seguir com seus planos de carreira. Também é válido adotar as seguintes medidas:

  • desenvolver seu equilíbrio e inteligência emocional;
  • elaborar um plano de carreira consistente, alinhado ao que você realmente quer pra sua vida;
  • nesse sentido, ter metas e desafios bem definidos, claros e alcançáveis;
  • buscar capacitação profissional e uma atualização contínua;
  • aprender a dividir e equilibrar sua vida pessoal e profissional;
  • trabalhar a automotivação, pra não depender apenas de estímulos externos;
  • aumentar sua capacidade de gerir o tempo e de tomar decisões;
  • investir em networking etc.

O segredo pra lidar com a desmotivação no trabalho é despertar dentro de você a determinação de não se estagnar. Acontece que a rotina e o comodismo podem prender a gente numa condição desfavorável. Então, encontre a causa e arranque pela raiz o que está afetando sua motivação pra crescer profissionalmente.

Quer uma última dica? Conheça o curso de Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching da Faculdade Descomplica. Esse é um jeito incrível de potencializar sua carreira e manter a motivação em alta!