• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como superar os desafios da gestão em uma empresa familiar?

Você sabe o que a Volkswagen e a Magazine Luiza têm em comum? Ambas são empresas familiares que acertaram em cheio na gestão e sucessão.

Os negócios fundados e administrados por parentes representam mais de 90% dos empreendimentos no Brasil, de acordo com o Sebrae. Contudo, cerca de 70% destas empresas não conseguem passar pela segunda geração.

Os desafios da gestão em uma empresa familiar são muitos, como brigas entre parentes, fundadores que não querem largar o osso e falta de capacitação. 

Mas a palavra-chave pra conseguir superá-los é planejamento.

Se você trabalha ou pensa em assumir os negócios da sua família, este artigo é pra você! Continue a leitura pra entender os desafios da gestão de uma empresa familiar e pensar em soluções.

Entenda os desafios de gestão de empresas familiares

Entenda os desafios de gestão de empresas familiares

A maioria dos negócios familiares começam com o sonho de ter uma empresa própria ou pra suprir a necessidade de geração de renda. Ou seja, o início é pequeno e ter parentes de confiança que acreditam no seu objetivo é um ótimo caminho.

Porém, quando o empreendimento começa a crescer, os desafios da gestão da empresa familiar aparecem. Afinal, conciliar as relações pessoais e profissionais não é tarefa fácil.

Se na empresa da sua família, você vivencia as seguintes situações, fique atento:

1. Familiares despreparados

Não há nenhum problema em contratar parentes, mas essa prática deve ser feita com cautela. Afinal, um profissional despreparado pode tomar decisões erradas que prejudicam o futuro da empresa.

Assim, incentivar a profissionalização dos familiares, como realizar graduação na área ou trabalhar em outros negócios anteriormente, é um passo importante. Dessa forma, a empresa garante pessoas capacitadas e evita a desconfiança de outros colaboradores.

2. Informações e decisões centralizadas

É muito comum pra quem cria uma empresa querer participar de todos os processos e decisões do negócio. Afinal, é uma forma de garantir a qualidade da operação.

Mas, à medida que a empresa cresce, fica insustentável que todas as informações fiquem centralizadas em uma só pessoa. Isto pode atrasar mudanças e crescimento do próprio empreendimento.

Por isso, implementar uma gestão participativa e descentralizada desde cedo é o melhor caminho. Outra forma de deixar o dono do negócio mais seguro é rodeá-lo de pessoas capacitadas e de confiança.

3. Brigas em ambiente de trabalho

Quem nunca teve discussões entre familiares que atire a primeira pedra, não é mesmo? Contudo, levar as diferenças pro ambiente de trabalho pode ser muito prejudicial pro negócio, além de deixar os outros colaboradores desconfortáveis com a situação.

Ter regras de comportamento e ética claras são essenciais pra evitar que brigas aconteçam durante o expediente. No ambiente de trabalho, evite:

  • tomar decisões familiares;
  • realizar atividades de família; 
  • fofocas;
  • deixar que relações pessoais interfiram na confiança profissional.

4. Resistência à inovação

O ditado popular “em time que está ganhando, não se mexe” é levado a sério em muitas empresas familiares. Mas, o receio de mudar e a insistência em manter tradições pode prejudicar muito um negócio.

As necessidades dos consumidores hoje são muito diferentes das que existiam há 10 anos, por exemplo. É preciso adaptar-se às novas necessidades de gestão e processos. Por isso, inovar se tornou um elemento-chave pra sobreviver no mercado.

Planeje o futuro da empresa

Planeje o futuro da empresa

Como a gente viu, entender e superar os desafios da gestão em uma empresa familiar é essencial pra sua sobrevivência.

Por isso, é muito importante profissionalizar e planejar a sucessão desde cedo. Pense como um projeto que vai garantir a sustentabilidade e a longevidade do negócio:

  • crie regras de convivência pra familiares trabalharem na empresa;
  • estabeleça a capacitação mínima que familiares devem ter;
  • defina quem será o sucessor e realize a capacitação;
  • tenha uma previsão de quando a sucessão deve acontecer.

A Faculdade Descomplica tem cursos que podem ajudar na gestão de empresas familiares. Conheça a Pós-Graduação em Gestão de Negócios e Sucessão Familiar.