• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Descubra como montar a estrutura de um plano de negócios

Montar um negócio do zero exige, além de boas ideias e recursos financeiros, um bom plano de negócios para definir o futuro da empresa e minimizar riscos. É comum que muitos empreendedores tenham problemas ao administrarem seus negócios exatamente por falta desse planejamento, então, é imprescindível aprender como montar a estrutura de um plano de negócios!

O plano de negócios é uma ferramenta poderosa para a concepção de um negócio. Ele ajuda a traçar um retrato do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor. Além disso, reúne informações detalhadas do seu segmento, produtos e serviços, bem como clientes, concorrentes, fornecedores e pontos fortes e fracos do negócio.

Montar a estrutura de um plano de negócios ajuda a entender a viabilidade de uma ideia e aplicá-la à gestão da empresa. 

Quer entender melhor a importância do plano de negócios e como montar o seu? Acompanhe as nossas dicas!

Por que o plano de negócios é importante

O plano de negócios é fundamental tanto para quem está abrindo um negócio quanto para quem está ampliando. Embora ele não elimine os riscos, o planejamento evita que erros sejam cometidos pela falta de análise e torna o negócio mais seguro.

Algumas das vantagens do plano de negócios são:

·      Organização das ideias ao iniciar um novo empreendimento;

·      Orientação sobre o crescimento de empresas já em atividade;

·      Apoio à administração do negócio, com números e estratégias;

·      Melhor comunicação entre sócios, funcionários, clientes, investidores, fornecedores e parceiros;

·      Estímulo à captação de recursos, sejam financeiros, humanos ou parcerias.

A elaboração de um plano de negócios é algo essencial a qualquer empreendedor. A seguir, veja como montar a estrutura do seu!

Como montar a estrutura de um plano de negócio?

Algumas etapas fazem parte do processo de criação do plano de negócios. 

Para iniciá-lo, é preciso, antes de mais nada, é preciso:

·      Conhecer o ramo de atividade;

·      Definir produtos;

·      Analisar o local do estabelecimento (ou se será online).

Feito isso, é o momento de analisar o mercado. É fundamental saber quem são os clientes, concorrentes e fornecedores, além de determinar quais são os produtos ou serviços que vai oferecer. 

Definindo seu público-alvo e como chegar a ele da melhor maneira possível, você economiza recursos e melhora o posicionamento do seu produto. É preciso sempre estar atento ao que o cliente deseja e o que fazer para dar isso a ele.

Os resultados vão ditar as ações de promoção e marketing para a empresa conquistar o público logo no início da atuação.

Um plano de marketing é o passo seguinte, englobando as atividades desenvolvidas pela empresa para que atenda desejos e necessidades de seus clientes. 

É importante saber o valor que o seu produto carrega, tanto no preço quanto na qualidade, para tomar decisões específicas quando for anunciá-lo. Conhecer o que está vendendo ajuda a convencer outras pessoas a comprá-lo.

Outro plano importante é o operacional, que indica “como fazer”. Ele descreverá como a empresa está estruturada: localização, instalações físicas e equipamentos. 

Neste momento, o empresário faz estimativas sobre a capacidade produtiva ou de quantos clientes consegue atender por mês, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um.

O plano financeiro vem logo na sequência dentro do plano de negócios. Aqui, o empreendedor terá noção do quanto deve investir para concretizar a empresa. Devem ser considerados:

·      Estimativas de custos iniciais, despesas e receitas;

·      Capital de giro;

·      Fluxo de caixa e de lucros.

Os custos pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que será necessário adquirir para que a empresa seja aberta, tais como o aluguel, a reforma do espaço e as taxas de registro. A lista de equipamentos entra no grupo dos investimentos fixos.

Concluído o plano de negócios, é hora de revisá-lo e ver se tudo aquilo viabiliza a implantação de um negócio.

É importante, ainda, saber que o plano de negócios deve ser aprimorado constantemente. Desta forma, ele não é fixo e tampouco vale para todos os ciclos da vida do negócio.

Como criar seu plano de negócios e aprimorar habilidades de gestão

Sabia que o Descomplica oferece uma série de cursos livres para quem deseja empreender e aprimorar suas habilidades em gestão de projetos?

Com eles, você aprende desde criar um plano de negócios até cuidar da operação do dia a dia, passando por aspectos como liderança e gestão de crises.

Que tal conhecer os cursos para melhorar suas habilidades de gestão e criar um plano de negócios? Totalmente online, eles têm curta duração e emitem certificado digital no final!

Conheça os cursos livres do Descomplica e veja como é fácil investir na sua formação!