• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Veja as dicas de como criar um banco de dados

Entender como criar um banco de dados é fundamental pra quem pretende trabalhar na área de desenvolvimento de software

Até mesmo quem tem apenas curiosidade pra entender como um funciona ou busca nele alguma utilidade pro dia a dia pode se beneficiar desse aprendizado.

Quer saber o porquê disso, bem como os passos pra montar um banco de dados? Se a resposta for “sim”, continue lendo e veja o que a gente preparou!

O que é um banco de dados?

O que é um banco de dados?

É um agrupamento de dados armazenado digitalmente em um sistema. Normalmente, os dados se encontram em arquivos ou registros que têm alguma relação entre si, pra produzirem algum sentido. Por exemplo, informações cadastrais, de locais, de características de objetos etc.

Pra ser utilizado por um programa, ele é gerenciado por um Data Base Management System (DBMS), isto é, um sistema de gerenciamento de banco de dados. Um sistema de banco de dados é composto pelo DBMS, por aplicativos relacionados e, obviamente, pelos dados reunidos.

Por que um banco de dados é importante?

Por que um banco de dados é importante?

Porque ele facilita a procura e a organização de dados. Dessa forma, ele permite planejar tarefas que demandam informações, como:

  • compras de produtos por parte das empresas;
  • pagamentos de contas;
  • rotinas pessoais e profissionais;
  • estimativas de vendas;
  • busca de tendências;
  • elaboração de campanhas;
  • treinamentos de equipes etc.

No campo das decisões, um banco de dados é útil porque entrega “matéria-prima” pra que as pessoas analisem contextos, comparem situações e possam fazer escolhas mais acertadas.

Em suma, bancos de dados guardam e facilitam o acesso a informações importantes. Atualmente, eles estão nas contas de e-mails, em sistemas bancários e caixas eletrônicos, em cadastros de um e-commerces, entre outros programas e equipamentos.

Vale destacar que bancos de dados podem ser ampliados com novos insumos à medida que o tempo passa, tornando-se mais eficientes e completos. Aliás, eles também podem ser utilizados por sistemas diferentes.

Como criar um banco de dados?

Como criar um banco de dados?

Existem algumas etapas importantes pra você conseguir montar um banco de dados. No caso, até uma simples tabela pode ser considerada como um, porém, as dicas apresentadas servem pra bancos de dados de sistemas de Tecnologia da Informação (TI). Confira!

Aprenda uma linguagem de programação ou um software

É importante aprender sobre programação e dominar uma linguagem de informática que permite criar bancos de dados funcionais pra sistemas, como a Standard Query Language (SQL).

Também há alguns softwares que servem de ferramenta nessa tarefa, facilitando o trabalho. 

No caso, você poderá aprender a usar um deles pra montar seu banco de dados. Por exemplo, o Microsoft Access, programa que funciona como gerenciador de bancos de dados.

Todavia, pra sistemas mais complexos e customizados, a recomendação é que você aprenda sobre programação. Dessa forma, até mesmo o uso desse tipo de ferramenta poderá ser otimizado.

Defina onde serão coletados os dados

Não há banco de dados sem dados. Por isso, é importante definir de onde virá o conteúdo usado pra alimentar o seu banco de dados. Por exemplo, de planilhas, de documentos de texto, de e-mails etc.

Atualmente, há um gigantesco volume de dados (Big Data) ao nosso redor. Por isso, é fundamental delimitar quais serão importantes pro que você deseja.

Estabeleça o tipo de banco de dados

Existem dois tipos de banco de dados: os relacionais e os não relacionais. No primeiro grupo, estão os bancos de dados convencionais. Eles envolvem tabelas, com suas linhas e colunas, e são feitos geralmente em linguagem SQL.

Os não relacionais não se estruturam em tabelas. No caso, estão organizados em chaves e valores. Também podem ser armazenados como gráficos e outros tipos de formatos. São conhecidos como bancos de dados NoSQL.

Desenvolva os modelos conceitual e lógico

Nessa etapa, você precisará desenvolver o modelo conceitual e o modelo lógico do seu banco de dados. No conceitual, você definirá a operação do banco, bem como a sua capacidade. Isso faz parte do projeto inicial dele.

Em seguida, há o modelo lógico, no qual engloba o desenvolvimento de comandos e códigos necessários pro funcionamento do banco de dados.

Entendeu como criar um banco de dados? No caso, as dicas acima dão uma ideia dos passos iniciais necessários pra montar um. Portanto, se quiser se aprofundar nesse tipo de solução e incrementar o seu sistema, será preciso pesquisar mais ferramentas, processos e conceitos de TI.

Aliás, um bom modo de aprender a desenvolver bancos de dados é num curso de tecnologia. Sendo assim, aproveite e confira os cursos da Faculdade Descomplica!