• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Quer aprender a programar? Confira 6 dicas que vão ajudar você a trilhar esse caminho

A área de Tecnologia da Informação foi uma das que mais cresceu nos últimos anos. E essa é uma tendência que deve continuar. Afinal, todos os dados apontam que esse é um mercado que não para de crescer e que dita as profissões do futuro. Então, que tal aprender a programar e se tornar um profissional disputado por empresas nacionais e internacionais?

Ainda está em dúvidas se haverá demanda? Saiba que a procura por profissionais de TI será de 420 mil pessoas até 2024 e o Brasil forma apenas 46 mil por ano. Diante disso, muitos querem ingressar no mercado. Porém, ainda não sabem por onde começar.

Por isso, a gente preparou este guia completo pra você. Acompanhe e saiba quais passos você deve dar pra trilhar esse caminho com segurança e sem erros!

aprender a programar - profissional programando no computador e falando ao celular

O que faz um programador?

Antes de mais nada, a gente precisa entender bem o que faz um programador. Também é chamado de desenvolvedor (ou simplesmente dev), codificador ou engenheiro de software. Trata-se do profissional que planeja, estrutura e cria os inúmeros programas e aplicativos que utilizamos em nossa rotina.

Além disso, também cabe ao dev realizar testes pra verificar se o programa está funcionando corretamente. Aliás, você já parou pra pensar na grande variedade de softwares que envolvem nosso dia a dia?

Desde os apps do celular, até os programas que usamos no computador, caixas eletrônicos nos bancos, sites de compras na internet, plataformas de streaming, softwares nas empresas onde trabalhamos ou da qual dependemos dos serviços e tantos outros exemplos.

É através de códigos e comandos que os programadores criam as funções de todos esses sistemas. Portanto, é essencial que pra atuar na área é preciso conhecer as linguagens de computação como HTML, Java, Javascript, Python, CSS, C, C++, SQL, Ruby e outras.

Ao contrário do que muitos pensam, não há uma linguagem melhor que a outra. O que ocorre é que cada uma delas foi criada pra “conversar” com a máquina. Ou seja, dependendo do objetivo, é escolhida a mais apropriada.

Como há diversos tipos de programas, também há várias frentes onde os devs podem atuar, como:

  • programador web — cria páginas e sites da internet, incluindo páginas dinâmicas como portais e fóruns;
  • programador desktop — desenvolve programas que são utilizados localmente nos computadores e notebooks;
  • programador mobile — faz sistemas pra aplicativos de celulares e tablets;
  • programador de games — atua na produção de jogos pra consoles, computadores, celulares e demais dispositivos;
  • programador executivo — é quem coordena o processo de aplicação do código em algum projeto, independentemente da sua linguagem ou metodologia de trabalho. Os melhores exemplos desse tipo de profissional são Steve Jobs e Bill Gates.

Logo, além de atuar com a criação de sites, aplicativos e redes sociais, o programador também pode explorar o mercado comercial e industrial, que está recheado de oportunidades.

 aprender a programar - profissional trabalhando com linguagem de programação no notebook

Como aprender a programar?

Agora que você já sabe o que faz um desenvolvedor, é hora de entender como aprender a programar pra começar a trabalhar com desenvolvimento de software. A seguir, confira o passo a passo que vai ajudar você nesse caminho!

1. Escolha uma linguagem de programação

A principal dúvida de quem quer aprender a programar é: “Por qual linguagem de programação devo começar?”. A lógica é a mesma pra todas. Entretanto, algumas são mais simples porque têm menos barreiras na aprendizagem. Uma boa ideia é começar por alguma dessas:

  • Python — bastante simples e muito utilizada nos meios acadêmicos;
  • C e C++ — ambas têm lógica e sintaxe bem fáceis de aprender e são muito usadas na programação;
  • Dartb — não é muito conhecida, mas bem simples. Essa linguagem foi usada pelo Google como um meio de desenvolver aplicativos pra Web, Android e iOS a partir de um código único.

2. Escolha um bom editor de texto

Um editor de texto faz toda a diferença na hora de trabalhar com programação, pois é onde você vai escrever os algoritmos pra criar um sistema.

Os mais utilizados são Notepad++, Sublime Text e Visual Studio Code. Eles têm ferramentas importantes como localização de texto, marcação de linhas, gravação de macros e outras.

3. Use um compilador eficiente

Basicamente, um compilador é um software que traduz os algoritmos que você escrever pra uma linguagem que a máquina consiga compreender.

Uma ótima opção é utilizar um IDE — Integrated Development Environment —, que é um software que reúne todas as ferramentas necessárias pra criar um sistema ou aplicativo.

Desse modo, além do editor de textos e do compilador, ele também oferece um debugger, isto é, uma ferramenta que testa os programas e identifica possíveis falhas. Alguns exemplos são:

  • Code Blocks;
  • Visual C++;
  • Google Colab.

4. Utilize ferramentas online

A internet oferece materiais riquíssimos pra você tirar dúvidas e aprender mais. Um bom site sobre programação é o W3Schools, que associa teoria à prática por meio de exercícios interativos. Com ele, você consegue aprender desde as funções mais básicas até as mais complexas em linguagens diferentes.

Outra opção é usar um fórum como o StackOverflow, onde há a interação entre novatos e devs mais experientes. Ou seja, é uma comunidade que está sempre disposta a ajudar.

5. Pratique, pratique e pratique

A melhor maneira de aprender programação é praticando. Por esse motivo, faça projetos pessoais. Isto é, crie um site pessoal ou algum jogo, por exemplo. Outro ponto importante é não desanimar se algo sair errado. Pratique sempre. Esse é o segredo pra se aprimorar.

6. Faça uma graduação

Se você pretende ter uma carreira de sucesso, é importante cursar uma graduação na área de Tecnologia da Informação. Acredite: esse conhecimento vai abrir muitas portas pra você. Há diversas opções, como:

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
  • Sistemas de Informação;
  • Jogos Digitais;
  • Computação em Nuvem;
  • Ciência da Computação com ênfase em Full Stack Dev;
  • Sistemas para Internet com ênfase em Front End Dev.

Agora, se você quer ir além e conquistar espaço de destaque, vale a pena fazer uma das seguintes especializações:

  • Projetos de Aplicativos Móveis Multiplataforma;
  • Análise e Desenvolvimento de Programas;
  • Projetos de Sistemas de Informação.

Além disso, é importante se manter atualizado. Afinal, é uma área bastante dinâmica, pois tecnologia e inovação andam lado a lado. Isso significa que é preciso ficar antenado com as tendências e exigências do mercado.

Como você viu, aprender a programar não é uma tarefa difícil. E fica ainda mais fácil se você contar com profissionais bem conceituados pra ensinar tudo que você precisa saber pra entrar e seguir nesse caminho.

Então, vem estudar com a gente! Conheça os cursos de graduação da Faculdade Descomplica e escolha aquele que mais tem a ver com você!