Questão 39 da prova azul do primeiro dia do Enem 2021

Falso moralista

Você condena o que a moçada anda fazendo
e não aceita o teatro de revista
arte moderna pra você não vale nada
e até vedete você diz não ser artista

Você se julga um tanto bom e até perfeito
Por qualquer coisa deita logo falação
Mas eu conheço bem o seu defeito
e não vou fazer segredo não

Você é visto toda sexta no Joá
e não é só no Carnaval que vai pros bailes se acabar
Fim de semana você deixa a companheira
e no bar com os amigos bebe bem a noite inteira

Segunda-feira chega na repartição
pede dispensa para ir ao oculista
e vai curar sua ressaca simplesmente
Você não passa de um falso moralista

NELSON SARGENTO. Sonho de um sambista. São Paulo: Eldorado, 1979.

As letras de samba normalmente se caracterizam por apresentarem marcas informais do uso da língua. Nessa letra de Nelson Sagento, são exemplos dessas marcas

  1. "falação" e "pros bailes".
  2. "você" e "teatro de revista".
  3. "perfeito" e "Carnaval".
  4. 'bebe bem" e "oculista"
  5. "curar e "falso moralista".

Comentário da questão

O emprego de vocabulários representativos da informalidade na canção de exemplifica pelo substantivo presente na fala popular “falação” e na contração prosaica em “pros”.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção A

Questões correspondentes

14 09 41 0

Assunto