Questão 75 da prova azul do primeiro dia do Enem 2021

De um lado, ancorados pela prática médica europeia, por outro, pela terapêutica indígena, com seu amplo uso da flora nativa, os jesuítas foram os reais iniciadores do exercício de uma medicina híbrida que se tornou marca do Brasil colonial. Alguns religiosos vinham de Portugal já versados nas artes de curar, mas a maioria aprendeu na prática diária as funções que deveriam ser atribuídas a um físico, cirurgião, barbeiro ou boticário.

Gurgel, C. Doenças e curas: o Brasil nos primeiros séculos.
São Paulo: Contexto, 2010 (adaptado).

Conforme o texto, o que caracteriza a construção da prática medicinal descrita é a

  1. adoção de rituais místicos.
  2. rejeição dos dogmas cristãos.
  3. superação da tradição popular.
  4. imposição da farmacologia nativa.
  5. conjugação de saberes empíricos.

Comentário da questão

A partir do contato intenso dos jesuítas com os nativos durante o processo de colonização, os primeiros obtiveram muitos saberes médicos com a prática diária, ou seja, de forma empírica. 

 

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção E

Questões correspondentes

46 61 60 0

Assunto