Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 71

Uma pessoa vê-se forçada pela necessidade a pedir dinheiro emprestado. Sabe muito bem que não poderá pagar, mas vê também que não lhe emprestarão nada se não prometer firmemente pagar em prazo determinado. Sente a tentação de fazer a promessa; mas tem ainda consciência bastante para perguntar a si mesma: não é proibido e contrário ao dever livrar-se de apuros desta maneira? Admitindo que se decida a fazê-lo, a sua máxima de ação seria: quando julgo estar em apuros de dinheiro, vou pedi-lo emprestado e prometo pagá-lo, embora saiba que tal nunca sucederá.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

De acordo com a moral kantiana, a “falsa promessa de pagamento” representada no texto

  1. assegura que a ação seja aceita por todos a partir da livre discussão participativa.
  2. garante que os efeitos das ações não destruam a possibilidade da vida futura na terra.
  3. opõe-se ao princípio de que toda ação do homem possa valer como norma universal.
  4. materializa-se no entendimento de que os fins da ação humana podem justificar os meios.
  5. permite que a ação individual produza a mais ampla felicidade para as pessoas envolvidas.

Comentário da questão

A moralidade em Kant tem no dever seu princípio supremo. Agir por dever significa estar ciente das regras, padrões e leis a que se deve seguir. O homem deve agir segundo a máxima de que uma ação se torne universal.

 

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção C

Questões correspondentes

85 66 68 0

Assunto