Questão

TEXTO I

Sólon é o primeiro nome grego que nos vem à mente quando terra e dívida são mencionadas juntas. Logo depois de 600 a.C., ele foi designado “legislador” em Atenas, com poderes sem precedentes, porque a exigência de redistribuição de terras e o cancelamento das dívidas não podiam continuar bloqueados pela oligarquia dos proprietários de terra por meio da força ou de pequenas concessões.

FINLEY, M. Economia e sociedade na Grécia antiga. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2013 (adaptado).

TEXTO II

A “Lei das Doze Tábuas” se tornou um dos textos fundamentais do direito romano, uma das principais heranças romanas que chegaram até nós. A publicação dessas leis, por volta de 450 a.C., foi importante, pois o conhecimento das “regras do jogo” da vida em sociedade é um instrumento favorável ao homem comum e potencialmente limitador da hegemonia e arbítrio dos poderosos.

FUNARI, P. P. Grécia e Roma. São Paulo: Contexto, 2011 (adaptado).

O ponto de convergência entre as realidades sociopolíticas indicadas nos textos consiste na ideia de que a

  1. discussão de preceitos formais estabeleceu a democracia.
  2. invenção de códigos jurídicos desarticulou as aristocracias.
  3. formulação de regulamentos oficiais instituiu as sociedades.
  4. definição de princípios morais encerrou os conflitos de interesses.
  5. criação de normas coletivas diminuiu as desigualdades de tratamento.

Comentário da questão

O texto I remete às reformas de Sólon em Atenas que dentre outros suprimiu a escravidão por dívida. Já o texto II menciona a importância da lei das doze tábuas que significou a criação de leis escritas na República Romana dificultando a manutenção de arbitrariedades dos Patrícios sobre os Plebeus. Ambas se referem a criação de normas coletivas, na Grécia e na Roma Antiga, que diminuiu as desigualdades de tratamento.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção E

Questões correspondentes

79 85 62 89

Assunto