Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Redação Exemplar

Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

Os pilares da democracia possuem a liberdade e a igualdade como direitos fundamentais aos cidadãos. Embora essa afirmação devesse ser aplicada no cenário brasileiro, ela não é efetiva na formação escolar dos deficientes auditivos. A igualdade não é garantida devido aos obstáculos tanto na formação de profissionais, quanto na inclusão dos surdos no ambiente escolar.
Em primeiro lugar, cabe analisar o currículo dos licenciandos brasileiros. Para que um futuro professor possa se formar, é obrigatório ter cursado a disciplina de Libras em sua grade curricular. Entretanto, apenas o professor ter o conhecimento da Linguagem Brasileira de Sinais não torna a turma inclusiva ao aluno com deficiência. Segundo Paulo Freire, é papel da escola servir como instituição integradora e crítica dos estudantes na sociedade.
Além disso, há poucas escolas especializadas ou que possuam os mínimos recursos para a formação desse aluno. No Rio de Janeiro, por exemplo, o INES oferece educação específica aos estudantes surdos, porém, ele é restrito à região metropolitana do estado. Ademais, há poucas universidades que têm infraestrutura para recebe-los para dar continuidade à formação acadêmica.
Fica evidente, portanto, que medidas devem ser tomadas para resolver essa problemática. Cabe ao poder público implementar, desde o ensino fundamental, o ensino de LIBRAS como disciplina obrigatória nas escolas brasileiras com o objetivo de torna-la, efetivamente, segunda língua oficial do país. Além das Secretarias da Educação fornecerem formação contínua aos professores e especializada aos demais funcionários das unidades escolares. Sendo assim,  a igualdade poderá ser garantida aos surdos em um país democrático como o Brasil.
Anterior
Redação exemplar