Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 63

Nos anos 1990, verificou-se que o rio Potomac, situado no estado norte-americano de Maryland, tinha, em parte de seu curso, águas extremamente ácidas por receber um efluente de uma mina de carvão desativada, o qual continha ácido sulfúrico (H2SO4). Essa água, embora límpida, era desprovida de vida. Alguns quilômetros adiante, instalou-se uma fábrica de papel e celulose que emprega hidróxido de sódio (NaOH) e carbonato de sódio (Na2CO3) em seus processos. Em pouco tempo, observou-se que, a partir do ponto em que a fábrica lança seus rejeitos no rio, a vida aquática voltou a florescer.

HARRIS, D. C. Análise química quantitativa. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 2012 (adaptado).

A explicação para o retorno da vida aquática nesse rio é a

  1. diluição das águas do rio pelo novo efluente lançado nele.
  2. precipitação do íon sulfato na presença do efluente da nova fábrica.
  3. biodegradação do ácido sulfúrico em contato com o novo efluente descartado.
  4. Diminuição da acidez das águas do rio pelo efluente da fábrica de papel e celulose.
  5. volatilização do ácido sulfúrico após contato com o novo efluente introduzido no rio.

Comentário da questão

A presença de ácido sulfúrico na água do rio provoca redução de pH, tornando o meio aquático inapropriado para a sobrevivência das espécies. A adição do hidróxido de sódio (NaOH) e do carbonato de sódio (Na2CO3) no leito do rio promove uma neutralização do ácido sulfúrico (H2SO4), causando uma redução de acidez, inicialmente existente nas águas do rio. A partir daí, a vida aquática volta a ser viável.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção D

Questões correspondentes

48 86 72

Assunto

ácidos e bases

neutralização

poluição