Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 34

As convicções religiosas dos escravos eram entretanto colocadas a duras provas quando de sua chegada ao Novo Mundo, onde eram batizados obrigatoriamente “para a salvação de sua alma” e deviam curvar-se às doutrinas religiosas de seus mestres. lemanjá, mãe de numerosos outros orixás, foi sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, e Nanã Buruku, a mais idosa das divindades das águas, foi comparada a Sant’Ana, mãe da Virgem Maria.

VERGER, P. orixás: deuses iorubás na África e no Novo Mundo. São Paulo: Corrupia, 1981.

O sincretismo religioso no Brasil colônia foi uma estratégia utilizada pelos negros escravizados para

  1. compreender o papel do sagrado para a cultura europeia.
  2. garantir a aceitação pelas comunidades dos convertidos.
  3. preservar as crenças e a sua relação com o sagrado.
  4. integrar as distintas culturas no Novo Mundo.
  5. possibilitar a adoração de santos católicos.

Comentário da questão

O sincretismo religioso foi a forma encontrada dos escravos não perderem o costume de louvar seus deuses sem praticar seus cultos que eram proibidos pelos senhores, assim, a história e a cultura de sua terra natal eram preservadas mesmo em situações repressivas como a escravidão.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção C

Questões correspondentes

18 36 14

Assunto

Brasil Colônia

escravos

sincretismo