Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão

Cântico VI

Tu tens um medo de
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas
Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.

MEIRELES, C. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1963 (fragmento).

A poesia de Cecília Meireles revela concepções sobre o homem em seu aspecto existencial. Em Cântico VI, o eu lírico exorta seu interlocutor a perceber, como inerente à condição humana,

  1. a sublimação espiritual graças ao poder de se emocionar.
  2. o desalento irremediável em face do cotidiano repetitivo.
  3. o questionamento cético sobre o rumo das atitudes humanas.
  4. a vontade inconsciente de perpetuar-se em estado adolescente.
  5. um receio ancestral de confrontar a imprevisibilidade das coisas.

Comentário da questão

Reconhecer o caráter de influência simbolista no poema da autora. Pelo conteúdo do texto, percebe-se a preocupação com a efemeridade X eternidade – aspectos reflexivos bem presentes na ótica simbolista.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção A

Questões correspondentes

99 133 130 102

Assunto

Estilos Literários

Interpretação Textual

Simbolismo