Questão 43

Na sociedade contemporânea, onde as relações sociais tendem a reger-se por imagens midiáticas, a imagem de um indivíduo, principalmente na indústria do espetáculo, pode agregar valor econômico na medida de seu incremento técnico: amplitude do espelhamento e da atenção pública. Aparecer é então mais do que ser; o sujeito é famoso porque é falado. Nesse âmbito, a lógica circulatória do mercado, ao mesmo tempo que acena democraticamente para as massas com supostos “ganhos distributivos” (a informação ilimitada, a quebra das supostas hierarquias culturais), afeta a velha cultura disseminada na esfera pública. A participação nas redes sociais, a obsessão dos selfies, tanto falar e ser falado quanto ser visto são índices do desejo de “espelhamento”.

SODRÉ, M. Disponível em: http://alias.estadao.com.br. Acesso em: 9 fev. 2015 (adaptado).

A crítica contida no texto sobre a sociedade contemporânea enfatiza

  1. a prática identitária autorreferente.
  2. a dinâmica política democratizante.
  3. a produção instantânea de notícias.
  4. os processos difusores de informações.
  5. os mecanismos de convergência tecnológica.

Comentário da questão

O avanço tecnológico facilitou ações e possibilitou o surgimento de redes sociais. A partir daí, os indivíduos tornam-se mais individualistas e há uma maior valorização de si com as “selfies”.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção A

Questões correspondentes

39 02 08 0

Assunto

Consumismo

Cultura