Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão

“É para abrir mesmo e quem quiser que eu não abra eu prendo e arrebento.”

Frase pronunciada pelo presidente João Baptista Figueiredo. Apud RIBEIRO, D. Aos trancos e barrancos e o Brasil deu no que deu. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.

A frase do último presidente do regime militar indicava a ambiguidade da transição política no país. Neste contexto, houve resistências internas ao processo de distensão planejado pela alta cúpula militar, que se manifestaram com

  1. as campanhas no rádio, TV e jornais em favor da lei de anistia.
  2. as posições de prefeitos e governadores em apoio à instalação de eleições diretas.
  3. as articulações no Congresso pela convocação de uma nova Assembleia Nacional Constituinte.
  4. os atos criminosos, como a explosão de bombas, de militares inconformados com o fim da ditadura.
  5. as articulações dos parlamentares do PDS, PMDB e PT em prol da candidatura de Tancredo Neves à presidência.

Comentário da questão

O fim do comando dos militares gerou uma enorme indignação em setores extremamente conservadores dentro do exército, eles chegaram a fazer atentados em locais públicos para culpar a esquerda como o Atentado do Rio Centro e atacavam entidades democráticas como a OAB.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção D

Questões correspondentes

0 0 05 0

Assunto