Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão

Eleições, no Império, eram um acontecimento muito especial. Nesses dias o mais modesto cidadão vestia sua melhor roupa, ou a menos surrada, e exibia até sapatos, peças do vestuário tão valorizadas entre aqueles que pouco tinham. Em contraste com essa maioria, vestimentas de gala de autoridades civis, militares e eclesiásticas ― tudo do bom e do melhor compunha a indumentária de quem era mais que um cidadão qualquer e queria exibir em público essa sua privilegiada condição.

CAVANI, S. Às urnas, cidadãos! In: Revista de História da Biblioteca Nacional.
Ano 3, nº 26, nov. 2007.

No Brasil do século XIX, a noção de cidadania estava vinculada à participação nos processos eleitorais. As eleições revelavam um tipo de cidadania carente da igualdade jurídica defendida nesse mesmo período por muitos movimentos europeus herdeiros do Iluminismo devido à

  1. exclusão dos analfabetos, que impedia a maioria da população de participar das eleições.
  2. raridade das eleições, que criava apenas a ilusão de participação entre os cidadãos.
  3. vigência da Constituição do Império, que definia como cidadãos apenas aqueles que eram eleitos.
  4. presença do Poder Moderador, que significava, na prática, a inutilidade das eleições legislativas.
  5. existência do voto censitário, que reafirmava as hierarquias sociais.

Comentário da questão

O voto censitário era típico de regimes que desejavam manter uma noção mais excludente de cidadania, assim os que tinham o privilégio do voto eram de uma elite econômica muito restrita devido a exigência de uma renda mínima para o direito ao voto.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção E

Questões correspondentes

0 0 41 0

Assunto