Exclusivo para alunos

Bem-vindo ao Descomplica

Quer assistir este, e todo conteúdo do Descomplica para se preparar para o Enem e outros vestibulares?

Saber mais

ENEM 2017: Questão 46 sobre Tópicos Especiais

O Renato Pellizzari te ajuda a resolver as questões 46, 47, 49, 50 e 51 do ENEM 2017. Assista e tire todas suas dúvidas!

ENEM 2017: Questão 47 sobre Mundo Contemporâneo

ENEM 2017: Questão 49 sobre Mundo Moderno

ENEM 2017: Questão 50 sobre América colonial

ENEM 2017: Questão 51 sobre América colonial

ENEM 2017: Questão 61 sobre Mundo Contemporâneo

ENEM 2017: Questão 62 sobre Mundo Contemporâneo

ENEM 2017: Questão 70 sobre Mundo Medieval

ENEM 2017: Questão 75 sobre Mundo Contemporâneo

ENEM 2017: Questão 78 sobre Brasil República

ENEM 2017: Questão 80 sobre Brasil Império

ENEM 2017: Questão 81 sobre Brasil República

ENEM 2017: Questão 82 sobre República

ENEM 2017: Questão 83 sobre Brasil República

ENEM 2017: Questão 90 sobre Brasil República

Enem 2017 (prova azul) - História - Questões resolvidas

A prova do ENEM (2017) apresentou um visível equilíbrio na escolha das temáticas, com praticamente as mesmas quantidades de questões sobre o que consideramos História do Brasil e o que conhecemos como História Geral. 

Nas questões sobre História Geral, alguns conteúdos cobrados foram diferentes do que apresentado em provas passadas, como por exemplo o surgimento de uma questão sobre História Africana, focando no Império Mali e em sua importância para o continente. Além disso, alguns temas de História Geral voltaram a se repetir, como uma questão sobre os impactos do holocausto e da Segunda Guerra Mundial no mundo pós 1945, outra sobre a importância da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, as consequências da Crise de 1929 e o New Deal, uma questão envolvendo trabalho e produção da Idade Média e, por fim, uma sobre a crise política entre Israel e Palestina e o papel da ONU nos conflitos.

Já nas questões sobre História do Brasil, há uma repetição do padrão que a prova manteve durante esses anos, cobrando sempre os períodos de colonização, monarquia e reública, mas, na maioria das vezes, com predomínio para questões sobre o período republicano. Sendo assim, as questões abordaram a relação cultural e histórica de nativo-americanos com suas terras e a demarcação dos territórios, as características da cultura escravista no Brasil, com uma questão de interpretação de imagem e outra com a interpretação de um texto de Luiz Gama, a propaganda política durante o Estado Novo, o impacto da Lei de Terras na esturtura fundiária brasileira e, por fim duas questões sobre ditadura militar, com a participação católica e a interpretação de uma peça de roupa criada por Zuzu Angel.