Exclusivo para alunos

Bem-vindo ao Descomplica

Quer assistir este, e todo conteúdo do Descomplica para se preparar para o Enem e outros vestibulares?

Saber mais

História e memória

O professor Renato Pellizzari fala sobre história e memória. Confira!

Memória e identidade

Esquecimento e ocultação

Lugares de memória

Patrimônio material e imaterial

Preservação do patrimônio

Conceitos Básicos de História

 

Antes de iniciarmos o estudo dos acontecimentos históricos mais cobrados nos vestibulares, temos que nos familiarizar com os conceitos básicos do estudo da História. Dentre eles, estão os conceitos de cultura, sociedade, economia e política. Essa divisão didática pode ser utilizada para pensar os mais diversos contextos históricos, facilitando o entendimento do conteúdo.

 

Cultura

A cultura dentro do estudo histórico ajuda a compreender a vida dos operários, camponeses e artesãos, assim como das elites, já que este conceito abrange comportamentos sociais em um determinado contexto e região. Com o conceito de cultura, podemos abordar assuntos como a religiosidade, a arte, os hábitos cotidianos, mentalidades, etc. É importante lembrar que as culturas não devem ser hierarquizadas, ao contrário disso, a valorização da pluralidade de culturas é um caminho para a construção de um conhecimento que respeite a diversidade das sociedades.

Política

Geralmente associamos o conceito de política aos governantes e tendemos a pensar em um passado recente. No entanto, a política é tão antiga quanto a humanidade, já que este conceito se relaciona à ideia de poder e de administração das relações humanas em grupo, ou seja, desde que os homens começaram a viver em grupo e tomaram consciência de sua existência, existiam atos políticos. O estudo da política nos ajuda, assim, a compreender que poderes são instituídos em cada conjuntura histórica e, claro, como se relacionam com o restante da sociedade.

Sociedade

O estudo da sociedade nos ajuda a compreender como nos organizamos ao longo do tempo. As formas de organização social se transformam ao longo do tempo, assim como variam muito de região para região. É importante relacionar o conceito de sociedade com o de cultura e de política, já que estão em permanente diálogo.

Economia

O estudo da economia está associado às relações de produção e troca. Ou seja, debruça-se sobre as atividades produtivas e as relações a elas associadas. A forma como os indivíduos produzem traz, sem dúvidas, inúmeros impactos sobre as demais relações sociais. Assim, um estudo da economia é fundamental para compreensão de seus impactos das sociedades humanas em diversos contextos históricos.

 

Além disso, é importante lembrar que costumamos dividir a História em períodos.São eles:

 

  • Pré-História: período que trata das sociedades anteriores ao domínio da escrita. Essa nomenclatura é muito questionada atualmente já que traz, implicitamente, que os povos sem escrita não teriam história.
  • Idade Antiga: a Idade Antiga se iniciou com as Civilizações da Antiguidade Oriental, as primeiras a desenvolverem um código escrito. A Idade Antiga se inicia em aproximadamente 4 mil anos a.C., com civilizações como os egípcios, os persas, os babilônios, etc, além da chamada Antiguidade Clássica, período em que se desenvolveram as civilizações grego e romana. 
  • Idade Média: O período chamado de Idade Média durou aproximadamente mil anos. Ele se iniciou com a queda do Império Romano do Ocidente e se encerrou em 1453 com a Tomada de Constantinopla. É nele que estudamos o Feudalismo, período de fortalecimento da Igreja Católica.
  • Idade Moderna: A Idade Moderna se iniciou no século XV, período de transição do feudalismo para os Estados Nacionais Modernos. É um dos períodos mais cobrados nos vestibulares e costumamos caracterizá-lo, na Europa, como o período do Antigo Regime. Ele encerra com a Revolução Francesa em 1789.
  • Idade Contemporânea: A Idade Contemporânea se iniciou com a Revolução Francesa, contexto no qual muitos dos pilares da sociedade que vivemos hoje são fundados. Os acontecimentos dos séculos XIX, XX e XXI, incluindo os atuais, estão inseridos no que chamamos de Idade Contemporânea.

Cada um desses períodos apresenta uma unidade própria, revelando aspectos singulares que o diferenciam de outras épocas. Esse tipo de divisão, é importante lembrar, é feita para fins didáticos, ou seja, nos ajuda na compreensão dos conteúdos mais importantes para o vestibular.