Voltar

Quer assistir esse e todo conteúdo do Descomplica?

Assine agora o SUPER TÓPICOS DO VESTIBULAR e comece a estudar agora!

90% OFF

De 12x R$ 79,00 por

12x de R$ 7,90

A Economia Açucareira, a União Ibérica e o Brasil Holandês
Prof. Renato Pellizzari
Sem material de apoio

Mercantilismo e a Importância do Açúcar

Plantation e a Mão de Obra Indígena.

A Estrutura dos Engenhos de Açúcar.

A Holanda e a Economia Açucareira.

Mão de Obra Escrava: Indígena x Africana.

Mão de Obra Africana: Vida do Negro no Engenho.

União Ibérica e a Invasão Holandesa.

Brasil: Economia Colonial

A colonização do Brasil foi fundamental para dinamizar a economia de Portugal. A produção de açúcar inseriu-se na lógica do mercantilismo e gerou alta lucratividade. O sistema de produção de cana de açúcar seguia o modelo de plantation, com a utilização da mão de obra indígena que posteriormente foi substituída pela escravidão negra. A economia da cana só foi abalada com as invasões holandesas, consequência da União Ibérica. Além disso, o “achamento” de metais preciosos na colônia favoreceu a balança comercial de Portugal.