Resumo Sobre a Terceira Geração Modernista Brasileira

10/01/2018 Camila Paula

O período de 1945 e 1978 é marcado pela terceira geração modernista brasileira. Mas você já ouviu falar nesse assunto? Para entendê-lo melhor, confira uma síntese sobre cada uma das fases, com foco especial no terceiro período.

Recapitulando a primeira e segunda geração

Logo na primeira fase, marcada principalmente pela semana de artes modernas, em 1922, ocorreram explosões artísticas de caráter crítico maçante.

Os poetas estipularam claras críticas às escolas literárias anteriores e, também, sobre a apreensão de mundo sacralizada por um ideário imaturo. O objetivo era, a todo momento, quebrar com paradigmas de forma incisivamente crítica.

Na segunda fase, por sua vez, já observamos um caráter diferente. Há, obviamente, o envasamento crítico e satírico, mas esses apresentam-se de modo mais “civilizado”, até porque há uma preocupação de analisar a sociedade e não simplesmente criticar ou fazer apontamentos pejorativos dela.

Percebe-se, assim, um encaminhamento de cunho maturacional da arte. O que significa que ela vai, aos poucos, evoluindo.

Características da terceira geração modernista

Pode-se analisar essa fase como um período de aprofundamento das conquistas e temas da segunda geração. O artista estabelece um incessante trabalho no plano da linguagem do texto e seu instrumento de trabalho.

Não há mais uma preocupação inócua de polêmicas, nem mesmo há uma abordagem unívoca por parte dos autores dos temas sociais.

Assim, dificulta-se uma caracterização genérica da terceira geração modernista e, na verdade, deve-se pontuar os principais autores e suas produções textuais. A partir daí, conseguiremos definir algumas particularidades dos autores, seus estilos e seus textos.

Contexto histórico

Características gerais do modernismo

O contexto conturbado promoveu diferentes produções nesse período. Mas é possível afirmar que o modernismo foi um movimento literário que aconteceu em 1922 e teve seu início na semana da arte moderna, na qual foram apresentadas das produções artísticas e literárias da grande elite intelectual de São Paulo.

Dentre os principais nomes desse movimento estão:

  • Mário de Andrade;
  • Oswald de Andrade;
  • Tarsila do Amaral;
  • Anita Malfatti.

Mas, afinal, o que pretendia esse movimento?

O primeiro deles era o movimento que tinha a principal intenção de subversão, ou seja, tinha a principal função de negar todos os valores burgueses já debatidos anteriormente, como a estética parnasiana e o movimento simbolista.

1º ponto

Então, o modernismo brasileiro resolveu se consolidar com uma primeira característica: o nacionalismo, algo explorado anteriormente, no período de transição, chamado pré-modernismo.

2º ponto

Outra característica do modernismo brasileiro é a ironia. O famoso poema piada, que em versos curtos e estrofes pequenas ainda registravam movimentos de carros e o dia a dia da sociedade.

3º ponto

Também ocorreu a busca de uma linguagem coloquial, mais próxima da linguagem falada. É interessante observar que essa característica vinha completamente de encontro às características do parnasianismo, que pregava a linguagem rebuscada.

Outro ponto interessante são os temas voltados para a sociedade, ou seja, urbanos e de caráter social.

Poesia da época do modernismo brasileiro

Para ficar mais fácil para identificarmos as características do modernismo vamos ver agora uma poesia de Oswald de Andrade:

Pronominais

Dê-me um cigarro

Diz a gramática

Do professor e do aluno

E do mulato sabido

Mas o bom negro e o bom branco

Da nação brasileira

Dizem todos os dias

Dizem todos os dias

Deixa disso camarada

Me dá um cigarro

Nessa poesia, fica clara a preocupação de Oswald de Andrade de registrar o coloquial. Observe o primeiro e o último vermos. Neles há a contrariedade gramatical. Ao passo que ao esperto se dizia “dê-me um cigarro”, ao camarada seria “me dá um cigarro”.

Através disso, Oswald de Andrade mostra que o objetivo da semana de arte moderna, assim como o objetivo do modernismo, era romper com os paradigmas e com os valores pré-estabelecidos.

Gostou da explicação sobre a terceira geração modernista? Aqui no Desconversa, o blog do Descomplica, você aprende encontra o resumo de diversos temas históricos. Navegue e confira!

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2657 artigos

0 Comentários para este artigo

  • Bárbara'
    04/01/2013

    Muito bom!

  • elimary
    26/05/2013

    Olá, amigos! Gostei muito deste conteúdo e estou precisando recebê-lo por e-mail. Obrigada

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *