Tema de Redação: As manifestações populares no Brasil

26/03/2018 Má Dias

A redação pode ser um fator decisivo nas provas de vestibular! Que tal treinar um pouco sua escrita com um tema extra que separamos para você? Aproveite para estudar o assunto e ficar familiarizado com a temática das manifestações populares!

tema-de-redacao

 

Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema As manifestações populares no Brasil como ferramenta de mudança social. Apresente uma proposta de ação social que respeite os direitos humanos. Estruture seu texto de forma coerente e coesa, organizando e relacionando seus argumentos para defesa de seu ponto de vista.

TEXTO I

 As manifestacoes populares no Brasil

Disponível em: http://www.publikador.com/politica/guipires/2014/09/as-manifestacoes-de-2013- por-um-olhar-critico-de-2014/

 

TEXTO II

A julgar pelo tom médio dos comentários que li no fim de semana, estamos em uma situação pré-revolucionária a partir da qual nada mais será o mesmo na política brasileira. Até gostaria que fosse verdade, mas receio que a realidade seja um pouco mais pesada. (…) Os protestos não durarão para sempre. Como escrevi numa coluna da semana passada, manifestações dão trabalho, impõem um ônus às cidades e acabam enjoando. Se democracia direta fosse bom, assembleias de condomínio seriam um sucesso. Não são. E esse é um dos motivos por que inventamos a democracia representativa. É claro que algo desse movimento permanecerá, mas é cedo para uma avaliação definitiva. Se o passado serve de guia para o futuro, o quadro não é dos mais promissores. Após o impeachment de Fernando Collor, em 1992, boa parte dos brasileiros acreditávamos que o país abraçara um novo –e melhor– paradigma no que diz respeito à tolerância para com os desmandos da classe política. Ainda que isso tenha ocorrido em algum grau, não foi o suficiente para evitar os muitos escândalos que se sucederam. A política mudou, mas muito menos do que desejaríamos

Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/paywall/login.shtml?http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/115676-o-tamanho-das-mudancas.shtml

TEXTO III

A praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, é palco neste domingo (14) da 15a Parada de Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). O desfile, do posto 6 ao posto 2 da orla, tem como tema a luta pela criminalização da homofobia, proposta no projeto de lei 122/06, em tramitação no Senado. O projeto sugere que a discriminação a homossexuais seja tratada pela sociedade como crime.

Disponível em: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/parada+gay+em+copacabana+pede+luta+contra+homofobi a/n1237826909346.html

TEXTO IV

Ficou conhecido no Brasil inteiro, durante o início da década de 90, o movimento dos “caras-pintadas”, que consistiu em multidões de jovens, adolescentes em sua maioria, que saíram às ruas de todo o país com os rostos pintados em protesto devido aos acontecimentos dramáticos que vinham abalando o governo do então presidente Fernando Collor de Mello. (…)

De qualquer modo, os caras-pintadas tornariam-se ícones de um novo modo que o povo descobriu de se fazer democracia: a deposição de seus dirigentes incompetentes ou corruptos.

 

Disponível em: http://www.infoescola.com/historia-do-brasil/caras-pintadas/

 

 

Mãos à obra!

Má Dias

Má Dias escreveu 1609 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *