Modelo de Redação: Os Limites da Liberdade de Expressão

26/02/2018 Camila Paula

Um dos monitores do Desconversa, o Bernardo Soares, criou uma redação sobre os limites da liberdade de expressão. O tema pode ser explorado por você, para treinar sua escrita, e o texto pode ser usado como embasamento. Confira!

Veja aqui a coletânea de textos completa para este tema: Os limites da liberdade de expressão do mundo contemporâneo.

Sugestão de título sobre os limites da liberdade de expressão

Os limites da liberdade de expressão do mundo contemporâneo

Modelo de redação

A eleição presidencial de 1989 ficou marcada pelo fervoroso embate entre os candidatos Brizola e Maluf. As ofensas herdadas do período ditatorial permaneceram ao longo de todos os encontros e chegaram à boca do povo. Mais de 20 anos depois, nada foi diferente: os debates presidenciais mostraram o quanto as palavras podem definir posições, e, desta vez, não chegaram só à boca do povo, mas também aos dedos, às redes sociais. Diante da falta de respeito em qualquer assunto e local, é válido refletir: quais os limites da liberdade de expressão no mundo de hoje?

Em primeiro lugar, para entender esse problema, é necessário analisar suas causas. Resultado de uma sociedade que dá espaço para a manifestação dos anônimos, o que se pensa tem sido refletido na fala sem qualquer edição, ou seja, o “pensar duas vezes antes de falar” já não faz mais sentido. A Internet e as redes sociais têm alimentado o debate anônimo e, consequentemente, a manifestação de ideias sem enxergar o respeito ao próximo chegou aos debates. Um exemplo claro disso está nas próprias eleições presidenciais, quando amizades se desfizeram como resultado de opiniões divergentes. O problema, porém, não se resume só ao espaço virtual.


Enem Power R$ 19,90

Não se atendo à Internet, a opinião sem medições chegou às ruas. A campanha dos adesivos, dos debates em universidades, das manifestações e os atentados a jornais considerados desrespeitosos — e, com eles, uma chuva de mais opiniões e posições ofensivas — provaram que o respeito ao próximo já não é mais limite para a liberdade de expressão. Dessa forma, o posicionamento de grupos midiáticos se tornou mais firme e reconhecível, e as divisões de ideias ficaram mais claras. Em um cenário de perda do respeito, é impossível não perceber que a liberdade de opinião, nos dias de hoje, se tornou uma arma.

Diante de uma sociedade que atira no outro sem pensar nos efeitos desse tiro, é importante planejar soluções que busquem não desarmar — o que seria censura, ferindo os direitos de expressão —, mas educar, de forma que cada palavra seja consciente e busque um debate produtivo. Em um primeiro plano, as instituições de ensino, em parceria com as ONGs (Organizações Não Governamentais), podem ajudar nisso, promovendo palestras, discussões e até projetos que envolvam a questão da consciência na manifestação de ideias. Além disso, a mídia e o poder público, juntos, podem trabalhar a temática e suas consequências em novelas, programas de TV e campanhas publicitárias. Assim, poderemos, finalmente, educar sem precisar desarmar e evitar que debates como os de 1989 e 2014 se repitam no Brasil e no mundo.

O que achou do nosso exemplo de redação sobre os limites da liberdade de expressão? Temos diversos outros modelos, com temas diferentes, aqui no blog do Descomplica. Confira!

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2655 artigos

14 Comentários para este artigo

  • yhgor
    09/02/2015

    então a questão de usar o debates e datas é aconselhável ?:

  • Sabrina Mendes
    10/02/2015

    Redação maravilho desejo muito escrever tao bem assim:) fiz minha redação com argumentos como a constituição federal, que assegura a liberdade de expressão e usei um exemplo do humor sem limites, pois não consegui escrever sobre as eleições de 2014 sem parecer clichê.

    • Horlando
      12/02/2015

      Na verdade, não! Eu também tinha essa dúvida, mas, depois de uma monitoria de redação, eu soube: Não é necessário!

  • Vitor Costa
    10/02/2015

    Sempre fui muito receoso em relação ao uso de metáforas mas, após ler essa redação, percebi que na verdade não é estritamente proibido o uso dela, mas sim que é necessário enxergar a boa oportunidade de encaixa-la ao texto, usando-a a seu favor.
    Uma dúvida besta que tenho é sobre o uso do ponto final no título. É errado coloca-lo?

    • Ana
      03/03/2015

      Não se utiliza ponto final em títulos :). Aquela história de que o assunto está começando.

  • Felipe Maia
    11/02/2015

    Aquele erro ali na introdução falando de 35 anos em vez de 25 não causa nenhuma penalização não?

  • Kelly Santos
    11/02/2015

    Show ! Esse texto é seu Bê ?

  • Veridiana
    13/02/2015

    Essa conclusão ficou show! =D

    • v
      07/06/2015

      Conclusão fraca, se apropriando do senso comum. Quero novidades!

  • 13/02/2015

    Muito Fera!
    Amei!

  • Júlia
    09/03/2015

    Numa citação, é necessário colocar o nome do autor?

    • Augusto
      16/03/2015

      também acho desnecessário

  • Vinícius
    07/06/2015

    Proposta de intervenção muito comum para redação exemplar!

  • joao
    06/10/2015

    Eu achei ralada demais. muito expositiva. nota 700.

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *