Redação Sobre Diversidade de Gênero: A Igualdade de Gêneros em Discussão no Século XXI

15/04/2018 Má Dias

A colaboradora do blog da Descomplica, Daniele Libório, preparou um modelo de redação sobre diversidade de gênero para que você conheça como anda a discussão sobre igualdade de gêneros no século XXI e esteja preparado caso esse seja o tema de redação do ENEM ou outro vestibular para o qual está se preparando.

Se você quer alcançar a nota 1000 na sua dissertação, veja agora a redação sobre diversidade de gênero que é um modelo a ser seguido em concordância, estrutura e desenvolvimento do assunto.

Redação sobre diversidade de gênero — Um por todos e todos por um

          “A história da humanidade é a história da luta…” entre os gêneros. Adaptando a famosa frase de Karl Marx, chegamos a um dos maiores obstáculos para a construção de uma sociedade justa e igualitária: a desigualdade entre homens e mulheres. A diferença salarial, o estigma de sexo frágil, a expectativa social a qual são submetidas e o machismo do cotidiano são problemas enfrentados por milhares de mulheres ao redor do mundo. Destacando ainda que a população feminina não é a única prejudicada: a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) também sofre com a estereotipação causada pela desigualdade. Esse cenário impossibilita que o famoso trecho do artigo 5º da Constituição seja uma situação real, portanto, precisa ser analisado.

          Primeiramente, é válido ressaltar que, historicamente, a mulher vem sendo subjugada pela cultura patriarcal. Isso porque, desde as primeiras civilizações, a maioria das sociedades fez do homem seu pilar de sustentação. Em pleno século XX, essa característica foi reforçada pelo “American way of life”, que vendia a imagem da mulher perfeita como a dona de casa, mãe zelosa e esposa dedicada. Sendo assim, não é de se estranhar que, mesmo após os avanços do pós-guerra, mulheres continuem sendo alvos da desigualdade, cujo reflexo, no caso brasileiro pode ser percebido na diferença salarial – segundo dados do IBGE, ainda era de 30% no ano de 2014.

Contudo, não é correto pensar que não há oposição para essa característica que é inerente à sociedade contemporânea. Ainda no século XVIII, a francesa Olympe de Gouges deu voz à luta pela igualdade, sendo mais tarde colocada de volta em pauta por Simone de Beauvoir, com seu famoso livro “O segundo sexo”, na segunda metade do século XX, e refletida nos grupos homossexuais mundo afora. Os movimentos pela igualdade de gênero vêm ganhando cada vez mais força e apoio não só de mulheres, mas de homens também.  Prova disso são os discursos de Patricia Arquette, no Oscar 2015, e de Emma Watson, no lançamento da campanha “Her For She” (Ele Por Ela) na ONU em 2014, incitando a luta pela causa e incentivando a participação da sociedade como um todo.


Banner Enem 2018

É fundamental destacar ainda que a questão do gênero não se limita à problemática “homem x mulher”. Ela está associada também à ideia de identidade e à possibilidade de todo ser humano de desenvolver capacidades pessoais e fazer escolhas sem ser limitado por estereótipos da sociedade. Sendo assim, a comunidade LGBT também se mostra ativa na luta pela igualdade entre os gêneros e na efetivação de seus direitos civis. A recente conquista de transgêneros do uso do nome social em suas matriculas em algumas universidades brasileiras e a disponibilização no Facebook de novas definições de gêneros para seus usuários mostram a força desses movimentos.

Dessa forma, portanto, podemos ver que, como Simone de Beauvoir acreditava, apenas com a cooperação entre homens e mulheres, no sentido biológico dos termos, pode-se redefinir os papéis dos gêneros. Como grande formadora de opiniões, é papel da mídia difundir o movimento e atuar em parceria com ONGs em campanhas pela igualdade. Além disso, cabe à escola, com o auxílio da família, combater o sexismo ainda em seu começo, estimulando o respeito mútuo entre as crianças. Por fim, é papel do Estado, por meio de incentivos à indústria e parceria com os meios de comunicação, reforçar que “homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações” na forma da nossa Constituição.

Quer produzir uma redação sobre diversidade de gênero como essa? Então, produza a sua, compare e aprimore ainda mais a sua escrita. Veja outros modelos aqui no blog e esteja preparado!

Má Dias

Má Dias escreveu 1605 artigos

24 Comentários para este artigo

  • João Felipe
    13/03/2015

    O limite máximo não é 30 linhas?

    • Aline
      13/03/2015

      Pensei a mesma coisa quando vi o tamanho do texto

    • Rebeca
      16/04/2015

      Não, o limite do descomplica é por caracteres, são 4900 e alguma coisa.

  • Tawane Tayla
    13/03/2015

    A redação é perfeita da até vontade de chorar por não conseguir fazer uma ao nível. mas o fato é que: como faz para lembrar de todos esses dados na hora da redação ? ): é muita informação e opinião para colocar em tão pouco tempo.!

  • Jonathan Martins
    13/03/2015

    Muito boa!

  • Milena
    13/03/2015

    Sensacional. Mas um aluno a nível de ensino médio consegue produzir isso tudo?

  • Rayssa
    13/03/2015

    Muito bom!!
    😀

  • Hiana Santana
    14/03/2015

    Perfeita demais. Sonho seria conseguir fazer uma que fosse metade dessa, em qualidade.

  • yhgor
    14/03/2015

    OLa ficou muito bom , daria 10000000000 ; Mais um aluno de ensino médio não redigiria se não estudar no minimo 10 naos

  • Bianca
    14/03/2015

    O melhor modelo de redação desse ano! Muito boa mesmo, parabéns!!!

  • Aline Ghellere
    14/03/2015

    O american way of life não foi no século XX? Está escrito XIX, creio q houve um equívoco

  • Hávitha J. Bellar
    15/03/2015

    Ótima. Fiz uma com esse tema no começo da semana, queria muito que pudesse ser corrigida, mas com esse modelo dá para ter uma noção de onde posso melhorar. Parabéns a autora.

  • Juliana C
    15/03/2015

    Façam modelos de redação com menos argumentos de autoridade, nem todo mundo consegue citar tantos assim, ou até um. Por favor :/

  • Augusto
    16/03/2015

    Não entendi agora. Pro texto ser bom a pessoa tem q ficar citando que leu diversos livros? Que burrice. Existem diversos argumentos criados pela cabeça da própria pessoa que faz a redação que podem ser até melhores que o de algum livro ultrapasssado. Não sei pq voces fazem isso.

  • Ana
    24/03/2015

    Gente, sério mesmo, isso não é redação exemplar pra quem quer 1000 no ENEM, ultrapassa (E MUITO!!!!) o limite de linhas, pra inicio de conversa… É uma redação ótima e tudo mais, mas a intenção é uma redação exemplar pra quem quer 1000 no ENEM?! Porque se for, tem que trabalhar melhor as idéias, sei lá, mas não dá pra redação exemplar que a gente ve toda semana ultrapassar sempre o limite de linhas, porque na prática, a gente vai ter que se virar pra organizar nossas idéias em 30 linhas.

    • 29/03/2015

      Justamente, Ana. Disse tudo. Essa redação está utópica e muito excessiva para o enem. Definitivamente não é o modelo. Por favor, né ?

    • NathaLia
      13/08/2015

      Também acho que não é uma redação exemplar para o enem. Tem muitas ideias boas, mas acho que elas se perdem ao serem citadas todas num mesmo texto, fica muito extenso e meio cansativo. Tudo bem que o enem quer que você dê sua concepção de mundo, mas acho que nem caso não ficou mto objetivo. 4 parágrafos com 3 bons exemplos já seria o suficiente

  • Juliana M
    31/03/2015

    Eu adorei o texto , o melhor modelo de redação que já li aqui. No entanto , penso que tem muita informação e e citação , ficou extenso e podia ter mais o desenvolvimento da ideia em si .Mesmo assim ,eu gostei demaaaaais !

  • Felipe Escudeiro
    14/07/2015

    Muito boa a redação, porém acho que um aluno do ensino médio só tem acesso a essas informações por meio de uma consulta, é melhor que nas redações exemplares ao invés de tentar fazer a melhor redação cheia de citações o autor se ponha no lugar de um aluno que não possui muito conhecimento das mesmas.

  • Desirée Oliveira Alves
    31/08/2015

    Redação maravilhosa!!!
    Infelizmente, não dá pra colocar tudo isso na folha do ENEM.

  • Henrique
    20/10/2015

    O nome é “He for She”, e não “Her for she”. Assim se diz “Dela pra ela”

  • Caterina
    23/10/2015

    Gente! Não pensem se dá ou não para colocar na folha da redação, afinal não faremos essa e nem igual a essa, certo? Só pensem na variedade de argumentos e ideias boas para nós! É um exemplo, uma inspiração! Só um modelo para nos ajudar 🙂
    Ótima redação!

  • Sínthia
    07/10/2016

    Verdade, o american way of life foi criado em junção com a crise de 1929. Mais tirando isso, o texto realmente ficou incrível:)

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *