Modelo de Redação Sobre Crise Hídrica: Os Efeitos da Escassez de Água no Século XXI

14/04/2018 Camila Paula

Quer conhecer mais um modelo de redação aqui no blog? Feita pela monitora Maria Carolina, você pode se inspirar e comparar com a sua própria redação. Confira então a redação sobre crise hídrica que separamos e esteja preparado caso esse tema caia em seu vestibular!

 

Redação sobre crise hídrica: Outras vidas, a contínua seca.

Na obra literária “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, é perceptível o contínuo anseio pela sobrevivência humana, a fim de obter um direito universal inquestionável: a água. A escassez desse bem hídrico tornou-se um problema atemporal e aflige a sociedade contemporânea à medida que sua demanda e consumo aumentam. Assim, torna-se imprescindível alterar esse uso desregulado e combater a desigualdade na obtenção de tal recurso.

Primeiramente, um contribuinte ao emprego irresponsável da água é o chamado “consumo virtual”. Isto é, a quantidade líquida utilizada para a fabricação de produtos, como, automóveis ou a própria calça jeans, que necessita de 11.000 litros para atingir a tonalidade ideal. Neste sentido, intuímos que o desperdício desse composto inorgânico não provém unicamente dos descuidos dos cidadãos, visto que as indústrias favorecem sua carência, ao visar a promoção de lucros comerciais do sistema de produção capitalista.

Além disso, o Brasil enfrenta uma crise hídrica, principalmente, o estado de São Paulo, que sofre com o esgotamento do reservatório da Canteira. Tal fato, somado à ausência de chuvas e à demanda de suprir as necessidades da população, fomentou um processo de conscientização e controle da distribuição da água em determinados dias da semana. Porém, ainda que a mídia se volte à localidade econômica mais desenvolvida do país, a região Nordeste já convive, há anos, com a ausência de abastecimento total desse fluido.

Por conseguinte, várias áreas nordestinas vivem em estado de emergência com a seca e, antes, o que se limitava a algumas partes, agora, atinge os grandes centros urbanos, como a Paraíba e Campina Grande. Essa realidade prova que as dificuldades climáticas, como o período de estiagem e a seca de rios, além do descaso político contribuíram para o alastramento dessa insuficiência hídrica.

São notáveis, portanto, as causas da escassez desse solvente universal. Logo, o poder midiático deve alertar e orientar ao público sobre o uso consciente. Em segundo lugar, tratar as águas de esgotos a fim de as indústrias as reutilizem de forma sustentável e, assim, conter os gastos do consumo virtual. Ademais, o racionamento no Sudeste prevenirá a seca absoluta da água nesse período de crise. Já o Nordeste, que recebe esse tratamento e ainda sim, sofre com fatores sociais, o ato humanitário de transportar parte da água do aquífero Guarani seria a principal medida para promover a igualdade de distribuição da água, enquanto o poder público investe em pesquisas para driblar os fatores climáticos.

Agora que você já conferiu a redação sobre crise hídrica que fala sobre os efeitos da escassez de água em nosso país, fique de olho em nossos outros modelos de redação e prepare-se para o ENEM e outros vestibulares!

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2655 artigos

3 Comentários para este artigo

  • Ana
    02/10/2015

    Só pra acrescentar, medidas já foram tomadas no nordeste, a seca é seletiva, regiões marcadas pela seca (e fome) coincidem com as regiões com o abastecimento de água para grandes plantações. Mesmo com os fatores climáticos, tem água, eles deram o jeito nisso, mas, não tem para todos.

  • Milena
    06/10/2015

    Legal! Porém, foram dois paragrafos focados no Brasil. E como o tema é amplo…: / (?)

  • Marcony
    29/07/2017

    Parece um pouco utópico transportar água to aquífero guarani para o nordeste. A distância não permite.

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *