• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

UFF em prática

Oi, Galera!

Hoje vamos continuar nosso trabalho para a prova da UFF. Vamos lá?!

Como disse a vocês no último post, a prova da Universidade Federal Fluminense apresenta questões objetivas, por isso respondam, também, de forma objetiva, direta, preocupando-se em atender ao que se pede. Com a análise da prova de 2010, vocês começaram a perceber como a banca da UFF cobra conteúdos gramaticais, textuais e literários. No post de hoje, como prometi, estudaremos uma prova mais antiga para vocês se inserirem mais ainda no clima da UFF.

Observem a questão 1 da prova de 2006. A princípio, podemos até pensar que se trata de uma questão de história ou geografia por citar a vida de migrantes e o processo de mundialização, mas quando o enunciado pede para transcrever uma oração que apresenta uma apropriação vocabular resultante do fenômeno da mundialização, notamos a importância de conhecer não só a língua portuguesa mas também sua relação com as mudanças sociais, políticas e culturais do país e do mundo, uma vez que a língua como um elemento cultural vivo está suscetível a mudanças. O texto que precede a questão 1, ao retratar a vida de um casal paraibano, retrata claramente essas questões, inclusive no contexto linguístico. Diante disso, bastava o aluno retirar a oração “para vender comida e bebida – a Mc Caxias – na porta de casa”.

Na sequência da prova, há dois textos de gêneros diferentes, uma propaganda e um poema. A letra (a) da questão 4 pede ao aluno para apontar elementos que marquem a interlocução presente nos dois textos. Como já havia dito a vocês, quando se fala em interlocução, marquem os pronomes de segunda pessoa, o vocativo, o pronome de tratamento “você”. A letra (b), por sua vez, cobra um conteúdo da literatura. Percebam que o enunciado já apresenta a escola literária – Romantismo – à qual pertence o poema de Casimiro de Abreu, pedindo uma justificativa que comprove isso. ou seja, não basta vocês saberem apenas o nome dos estilos, estudem, pelo menos, as características marcantes de cada um e leiam com atenção o texto para identificar os aspectos que o constroem.

Por fim, quero ressaltar os diferentes usos da linguagem vistos nos diferentes textos. Observem a última questão da prova que relaciona um texto literário de João Guimarães Rosa e um não literário publicado na revista Terra. Estabeleçam, diante dessa clara diferença, os elementos linguísticos estruturadores de cada texto como linguagem e vocabulário estilizados (entendam isso como liberdade linguística do escritor) e linguagem culta  e objetiva característica de um texto informativo, respctivamente.

Como vocês perceberam, tanto na prova de 2010 quanto na prova de 2006, a UFF requer estudo e conhecimento da língua por vocês aplicados a uma boa leitura e interpretação dos textos.

Se vocês tiverem alguma dúvida, deixem comentários aqui, ainda dá tempo!

Façam uma boa prova com tranquilidade!

Até mais!