• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Tipos de Argumentação II

Olá!

E aí, vocês têm treinado os tipos de argumentação? No último post, falamos sobre argumentos por análise de causas, argumentos de autoridade e argumentos por exemplificação, vocês se lembram? Hoje volto com as últimas dicas de estratégias para deixar seu desenvolvimento bastante convincente. Vamos lá?

Argumento por Raciocínios Lógicos – Esse é um tipo bastante refinado de argumentação. O candidato faz uso de um dos três raciocínios lógicos mais comuns em dissertações para comprovar sua tese: a dedução, a indução e a dialética. Em uma oportunidade futura, falaremos com calma sobre cada um desses tipos. É necessário bastante conhecimento sobre cada um deles para que sejam usados de maneira eficiente.

Argumento com provas concretas Um tipo muito eficaz de argumentação é este: fazer uso de dados estatísticos, leis e até definições de dicionário para corroborar com a tese do candidato. Agora, cuidado: essas definições devem ser exatas! Muitas vezes elas aparecem na coletânea de textos e o candidato pode fazer uso delas livremente, sem copiar os textos de apoio. Só não vale “chutar” definições e porcentagens, ok?

Lembrem-se sempre de que redação é TREINAMENTO! Por isso, experimentem usar essas estratégias em textos dissertativos para descobrir qual delas se adequa mais ao caráter argumentativo de cada um, ok?

Até a próxima!