• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como os super-heróis podem te ajudar a entender os Gêneros Textuais

A cada dia que se aproxima do Enem, fico mais ansiosa pelo “grande evento”. Isso porque viemos estudando juntos, assistindo módulos, aulas ao vivo e monitorias desde o comecinho do ano. E se existe um assunto tranquilo que você deve ter domínio na sua prova de português (isso também inclui a sua redação), esse assunto é Gêneros Textuais! Isso deve ser exterminado de suas dúvidas e gabaritado na sua prova. Vamos lá? =)

Vamos exterminar essas dúvidas sobre gêneros textuais, sim!

Estudar os gêneros textuais é analisar a estrutura de um texto, suas características e sua classificação. Antes de começarmos, é importante que saibam diferenciar gênero textual de gênero literário!

Agora vamos ao que interessa: gêneros textuais são as estruturas com que se compõe os textos, sejam eles orais ou escritos.

Primeiramente, o texto injuntivo consiste em instruir, sugerir ou orientar o seu interlocutor a uma determinada ideia. O uso de vocativos e do verbo no modo imperativo afirmam a ideia de comunicação direta com seu possível leitor. Por exemplo, receitas publicitárias tem a função de dar uma instrução ao seu leitor de como preparar um alimento.
Veja: “Misture a farinha com duas gemas de ovo” ou “Adicione sal à gosto”.

Ah, gente, o Ash é quase um super-herói, né? E, pelo visto, ele está meio chateado com esse negócio de texto injuntivo.

 

Já no texto expositivo, pretende-se a exposição de ideias, informações, constatações a respeito de um determinado tema, contanto que não haja a interferência de uma opinião pessoal advinda do autor do texto. Editoriais, notícias e reportagens são exemplos deste gênero textual. O próprio nome já confirma, a ideia é mostrar!

Mostre seus poderes, como o Homem de Ferro, ao produzir um texto expositivo.

O texto argumentativo é o mais queridinho pelos grandes vestibulares. Pois nele há a junção das ideias expositivas, apresentadas no texto expositivo e somadas ao processo de argumentação, que consiste em comprovar as ideias apresentadas nos textos, utilizando o poder de persuasão para convencer o seu leitor ou ouvinte de que a razão está conosco. Você pode mostrar informações, utilizar exemplos, dados estatísticos e conhecimentos gerais, desde que estes validem as suas ideias argumentativas.
Outros exemplo deste tipo de gênero são: campanhas publicitárias, resenhas críticas, artigos de opinião e colunas jornalísticas.

A não ser que você esteja discutindo com o Hulk, acho melhor trabalhar bem a sua argumentação!

Estudem também sobre o texto narrativo (esse você já conhece desde criancinha! <3), pois contém elementos que somente uma narrativa pode apresentar, como narrador, personagens, ambiente e tempo.

Também temos o texto descritivo, que o próprio nome já supõe: descrever, caracterizar elementos, utilizando uma série de adjetivos, advérbios, compondo os aspectos do tema em que esteja inserido.

Fácil, né? Agora é só chegar no Enem, bancando o herói!