• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Renascimento – parte 2

Olá, pessoal!

Como andam? Estudando muito?

Vimos no post de ontem como ocorreu o final da Idade Média, e hoje falaremos da formação dos Estados Modernos.

É muito importante entendermos como surgiram esse Estados, para finalmente falarmos do Renascimento.

A FORMAÇÃO DOS ESTADOS MODERNOS (a partir do séc. XV)

1)Centralização política

– Incremento do comércio -> fortalecimento da burguesia -> interesse na unificação dos mercados -> APOIO AO REI

– Rebeliões camponesas ameaçam o poder da nobreza ->desejo de exército permanente-> APOIO AO REI

Contradição: Estado Moderno pretende garantir privilégios da nobreza (manutenção da ordem feudal) e estimular atividades relacionadas ao fortalecimento da burguesia (transformação da ordem feudal)

SOLUÇÃO: rei procura manter o equilíbrio entra nobreza (cargos políticos) e burguesia (fortalecimento do comércio)

2) Absolutismo Monárquico

– Séculos XVI-XVIII

– Adotado durante a formação dos Estados Modernos

– Teóricos do absolutismo:

*Jean Bodin e Jacques BossuetTeoria do direito divino dos reis

*Thomas Hobbes – “O Leviatã

*Nicolau Maquiavel –  “O Príncipe

Concentração de poderes nas mãos do rei

– Moeda nacional

– Unificação de pesos e medidas

– Exército nacional permanente

– Língua nacional

Mercantilismo

4) O mercantilismo

– Crença de que a riqueza de um país era medida pela quantidade de metais preciosos

– Objetivo: manutenção da balança comercial favorável

– Práticas:

* Protecionismo alfandegário

*metalismo ou bulionismo – extração de metais preciosos

* Colonialismo – exploração de colônias, submetidas ao pacto colonial

*AÇão de corsários

*Incentivo à fabricação de artigos de luxo

– Intervenção do rei na economia

Fonte: www.mundovestibular.com.br

Obs.: Fique atento ao monarca Luís XIV. Ele é considerado o maior representante do absolutismo monárquico. Em suas próprias palavras: “O Estado sou eu.”

Luís XIV, o "Rei sol"

Dessa forma, surgiram os Estados Modernos, dando fim à configuração da Idade Média.

Não deixem de ver esse video do professor Bernardo Padula, descomplicando a crise do séc. XIV, da qual falamos no post passado:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=zqBVmMgE27g&list=PL72068DA64B8B1380&index=13&feature=plpp_video[/youtube]

No post de amanhã falaremos porque o fim dessa configuração medieval possibilitou o surgimento do Renascimento.

Fiquem ligados!

Gostaram? Deixem um comentário!

Beijos e até amanhã 😉