• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Redação UFRGS: como se preparar para a prova?

vai-ter-especifica

A prova de redação, pra muitos, é a grande ansiedade dos vestibulandos. E quando se fala da redação UFRGS, é importante prestar atenção aos mínimos detalhes pra se dar bem na prova, pois é ela que vai definir quem é aprovado ou não no curso que deseja. 

Mas por que as universidades prezam tanto por esse modelo de prova? Pense que escrever bem não é só um conhecimento comum como as outras disciplinas aprendidas na escola. Escrever é uma habilidade. 

Quanto mais você lê e escreve, maior vai ser sua prática e as chances de tirar nota máxima nas provas. 

Além disso, é uma prova de que você está em sintonia com o mundo em que vive e sabe se expressar diante dele. E esse fator se torna essencial pra qualquer carreira que você queira seguir no mercado de trabalho.

Você se inscreveu no vestibular da UFRGS e está com dúvidas de como é a prova de redação? Continue a leitura e confira algumas dicas pra sair da prova com a certeza de que foi bem, independente do tema escolhido. Confira!

Redação UFRGS: como são as provas?

A UFRGS, assim como outras universidades, possui um vestibular próprio pra suas graduações. Diferente de muitas outras universidades federais e estaduais que usam o Enem pra ingressar alunos nos seus cursos. 

O grande diferencial da UFRGS é sua prova de redação, pois ela tem características específicas que podem confundir aqueles que estão acostumados com a dissertação do Enem. 

Nela, você precisa criar um texto dissertativo-argumentativo, mas ao mesmo tempo ter uma narração de experiência pessoal pra ilustrar a argumentação. O alvo é, não só relatar ou descrever, mas também refletir..

Os temas quase sempre surpreendem, pois não costumam abordar assuntos que tenham muito destaque na mídia. Em vez disso, a universidade aposta em temáticas que estimulem reflexões mais subjetivas. Exemplos:

  • 2013 – O papel e os limites do humor na sociedade
  • 2016 – O lugar do livro na era da digitalização do escrito e da adoção de novas ferramentas de leitura
  • 2022 –  A relação entre mudanças climáticas e direitos humanos na prova de redação, sendo que o tema partiu de uma entrevista da ex-presidente da Irlanda e Alta Comissária das Nações Unidas pros Direitos Humanos, Mary Robinson.

Importante ressaltar que a prova exige que o candidato adote um ponto de vista e o defenda. Assim, sua correção é realizada em duas modalidades, com scores de 0 a 10. Veja:

Holística

Diz respeito a forma geral do texto e o impacto no leitor. Ou seja, se ele está coerente com o tema proposto e se o candidato cumpriu os requisitos de estruturação e em não fugir do tema.

Analítica

Aqui é levada em conta a correção gramatical e as normas de português. Então, se o texto está com coerência e coesão textual, se usa a norma culta da língua e se não possui erros de escrita e gramática

Nesse sentido, é essencial que você siga a estrutura de uma redação padrão com introdução, desenvolvimento e conclusão, sendo que essa última é essencial defender sempre seu ponto de vista.

Redação UFRGS nota máxima – O que preciso fazer?

Um dos pontos iniciais e principais pra ter uma redação com nota máxima, seja qual for o vestibular que você está concorrendo, é entender os critérios de avaliação da prova pra, a partir disso, entender a estrutura adequada e construir um texto em cima desses fatores. 

Em relação a prova de redação UFRGS, cinco pontos são imprescindíveis de acordo com o edital da universidade:

  • Abordagem do tema – Deve sempre evidenciar a compreensão do tema proposto, sem fugir do assunto ou ser redundante demais. Seja criativo e inovador.
  • Definição do ponto de vista – Aqui é necessário que você adote um tom reflexivo sobre o tema proposto, mas sem deixar de lado a estrutura de um texto dissertativo-argumentativo;
  • Contextualização do assunto – É o momento de elucidar a reflexão de forma articulada com dados sobre a realidade. Pode usar fontes diferentes, citações, paráfrases ou outros tipos de alusão. 

E isso só é possível de realizar com muito estudo sobre assuntos gerais do mundo e conhecimento aprofundado sobre os mais diversos temas e debates da realidade. 

  • Estruturação – Onde são cumpridos os requisitos de divisão hierárquica das partes do texto, destacando as divisões de introdução, desenvolvimento e conclusão;
  • Linguagem – De nada adianta cumprir os requisitos anteriores se você não usa de uma linguagem culta e formal, sem gírias ou qualquer escrita do dialeto brasileiro cotidiano, ou abreviações informais utilizadas nas redes sociais, por exemplo. 

Lembrar de seguir as novas regras de ortografia. 

Além disso tudo, lembrar de sempre buscar a coesão textual nos seus textos, ou seja, harmonia entre as várias partes que compõem um texto, garantindo que formem uma sequência lógica. 

Deve-se usar conectores nos parágrafos, sinônimos e substituições pra não deixar o texto cansativo e repetitivo demais.

Não se esqueça da coerência textual, conseguindo transmitir todas as ideias com lógica.

 Quer começar a praticar? Confira estas dicas pra se fazer na hora da prova:

  • Pense numa pergunta base a partir do tema proposto e que o que você vai escrever irá responder; 
  • Identifique e separe em tópicos as principais ideias que você vai abordar do início ao final do texto;
  • Elenque os argumentos, suas causas e consequências. Assim, será mais fácil de escrever. Fazer um mapa mental simples pode ajudar;
  • Elabore as soluções pro problema em questão, quando for possível e o tema permitir;

A relação UFRGS e Enem

Aqueles que estão acostumados com o estilo de redação do Enem podem sentir certa dificuldade na hora de fazer a prova da UFRGS. Apesar de ambas exigirem textos dissertativos e estruturas semelhantes, há outras características diferentes, como:

Abordagens

Enquanto no Enem se abordam problemáticas sociais e assuntos comentados na atualidade, às vezes até polêmicos, na UFRGS é mais difícil de se prever, pois são temas com debates mais subjetivos ou até textos em primeira pessoa.l

Título

No Enem o título acaba por ser opcional, embora muitos nem saibam. Já na UFRGS, a prova instrui o candidato a incluir um título e esquecê-lo pode fazer perder pontos, além de não contar como uma linha extra de texto, como é no Enem.

Número de linhas

Na UFRGS, o mínimo exigido é 30 linhas, e o máximo, 50. No Enem, o texto deve ter entre oito e 30 linhas. Lembrando que as folhas não possuem a mesma extensão.

Proposta de intervenção

Enquanto no Enem ela é essencial pro tema apresentado e conta pra pontuação, na UFRGS não há essa exigência, até porque o tema pode nem cobrar algum tipo de solução.

O Descomplica te ajuda a se preparar pra prova!

Agora que você já sabe sobre os critérios e as características básicas da redação UFRGS, além de suas diferenças com o Enem, só depende de você tirar aquele notão na prova. 

Bora lá e pratique sua escrita pro vestibular. Veja como a gente pode te ajudar!

Corre lá e faz a sua inscrição no cursinho pré vestibular da Descomplica.