• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Ainda tem dúvidas no uso da vírgula? Este resumo é para você!

Que me desculpem os pontos, mas vírgula é fundamental

vírgula

A língua escrita necessita de inúmeros sinais para representar o ritmo e a linha melódica da língua falada. Um desses sinais é a vírgula, e seu uso quase sempre provoca muitas dúvidas. Diferentemente do que muita gente pensa, a vírgula não serve apenas para marcar pequenas pausas do falante; sua função vai muito além dessa.  Você sabe usar corretamente a vírgula?

vírgula

A vírgula serve para assinalar uma pausa de pequena duração. Entre os elementos de uma oração, usa-se geralmente para separar:

Vocativo

O vocativo é um chamamento ou interpelação ao interlocutor no discurso. É o caso do seguinte exemplo: “Que temes, ó guerreiro?” (DIAS, Gonçalves). “Ó guerreiro” é o vocativo, isolado por vírgula.

vírgula

Aqui, podemos observar que, no segundo balão, a palavra mãe representa um vocativo e, no primeiro, é o sujeito da oração.

Aposto

Por exemplo: “O leão, rei dos animais, foi salvo pelo ratinho”. “Rei dos animais” é o aposto explicativo, isolado entre vírgulas.

vírgula

Elementos de mesma função sintática

A vírgula também separa elementos de mesma função sintática, o que ocorre geralmente quando não há presença de conjunção coordenativa: “Eu vejo o dia, o mês, o ano”. Os elementos separados pela vírgula, nesse caso, exercem a mesma função sintática em relação ao verbo “ver”.

vírgula

Como você pode ver, aqui a vírgula separa os elementos “saúde”, “educação”, “moradia”.

Termos deslocados

Como você já deve ter visto, nem todas as frases obedecem a ordem direta sujeito + verbo + complemento. Algumas são criadas invertendo essa ordem ou deslocando outros elementos, como conjunções ou locuções adverbiais.  É o que acontece no exemplo:”Um dia, ao pino do Sol, ela repousava em um claro da floresta” (ALENCAR, José de).

Obs: Também é preciso separar termos antecipados, como no caso de: “Professor, sempre o fui”, já que a palavra “professor” é repetida por um pronome enfático, o “o”.

vírgula

Sim, é bem parecido com o jeito de falar bem particular do mestre Yoda. Que a Força esteja com você!

Datas e Lugares

Essa aqui é bem simples de entender. Precisa escrever a data de algum evento, o nome de algum lugar ou as duas coisas? Com esse exemplo fica muito fácil: Rio de Janeiro, 24 de agosto de 2015.

Elipse e Zeugma

Você conhece as figuras de linguagem Elipse e Zeugma? Elipse é a supressão de um termo que é facilmente entendido pelo contexto da oração; já o Zeugma é um tipo de elipse, a diferença é que ocorre a supressão de um termo que já mencionado anteriormente.

Exemplo de Elipse: Sobre a mesa, apenas um copo d’água e uma maçã.

Exemplo de Zeugma: Tens a tristeza dos lírios; eu, a inconstância das águas.

O que podemos notar nos dois casos? Ambas as omissões de termos são representadas pela vírgula!

vírgula

Viu que fácil?

 

Exercícios

1. (FUVEST 2010) Em qual destas frases a vírgula foi empregada para marcar a omissão do verbo?

A)Ter um apartamento no térreo é ter as vantagens de uma casa, além de poder desfrutar de um jardim.

B) Compre sem susto: a loja é virtual; os direitos, reais

C)Para quem não conhece o mercado financeiro, procuramos usar uma linguagem livre do economês.

D)A sensação é de estar perdido: você não vai encontrar ninguém no Jalapão, mas vai ver a natureza intocada

E)Esta é a informação mais importante para a preservação da água: sabendo usar, não vai faltar.

 

2. (UFRRJ) No período,“A fé, que é a mola do crente, sustenta e impulsiona a máquina do mundo”, a oração “que é a mola do crente” está entre vírgulas, porque:

A) equivale a um aposto;

B) está em ordem indireta;

C) o autor quis destacar o conceito de crença;

D) é uma oração adverbial;

E) é uma oração substantiva completiva.

 

3. (UFPR 2009)

A VÍRGULA

A vírgula pode ser uma pausa. Ou não.
Não, espere.
Não espere.

A vírgula pode criar heróis.
Isso só, ele resolve.
Isso, só ele resolve.

Ela pode forçar o que você não quer.
Aceito, obrigado.
Aceito obrigado.

Pode acusar a pessoa errada.
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.

A vírgula pode mudar uma opinião.
Não quero ler.
Não, quero ler.

UMA VÍRGULA MUDA TUDO.
ABI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE IMPRENSA.
100 ANOS LUTANDO PARA QUE NINGUÉM MUDE NEM UMA VÍRGULA DA SUA INFORMAÇÃO.
(Anúncio publicado na revista Veja, 9 abr. 2008.)

Sobre esse anúncio, considere as seguintes afirmativas:

1. Na frase “Não, espere”, a vírgula é usada para indicarque a leitura deve ser feita pausadamente, com ênfase em cada palavra.

2. No segundo conjunto de frases, a ideia de heroísmo éveiculada pela primeira frase.

3. A frase “Aceito, obrigado” tem como interpretaçãopreferencial “Sou obrigado a aceitar”.

4. No quarto conjunto de frases, a primeira pode correspondera uma acusação equivocada se não expressar a intenção do autor de acusar o juizou outra pessoa.

5. Nas frases “Não, espere” e “Não, quero ler” a negação nãoincide sobre o conteúdo dos verbos “esperar” e “querer”, mas sobre outrosconteúdos, que permanecem implícitos.

Assinale a alternativa correta.

A) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.

B) Somente as afirmativas 4 e 5 são verdadeiras.

C) Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.

D) Somente as afirmativas 1, 3 e 5 são verdadeiras.

E) Somente a afirmativa 2 é verdadeira.

 

Gabarito

1. B

2. A

3. B