• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Resumão #12hNerds Redação: Discussão de temas para o Enem!

Discussão de temas: drogas, racismo, maioridade penal, deficientes físicos ou obesidade

Na votação, ganharam dois temas para serem discutidos na aula: Deficientes Físicos e Drogas! 🙂

A aula é, na verdade, sobre contextualização desse tema. O objetivo é revisar os principais tópicos da redação, usando esses temas como pretexto para revisão. Revisão do que você deve fazer em uma introdução, no desenvolvimento e na conclusão.

Pergunta: O título é obrigatório?

  1. é obrigatório
  2. não é obrigatório

Resposta: O título não é obrigatório, é facultativo e conta linha. Ou seja, se a sua redação tiver 30 linhas, você não pode colocar título porque 30 linhas é o máximo permitido. A partir do momento que você coloca o título, você só tem mais 29 linhas para escrever.

 

Revisão Geral

Vamos fazer uma avaliação das macroestruturas?

Introdução: Quais são as duas funções de uma introdução?

Precisa apresentar uma primeira parte responsável pela contextualização da proposta, normalmente de 3 a 4 linhas só contextualizando.

Depois da contextualização, a gente vai pra abordagem, que é a apresentação da tese. Ou seja, só é uma boa introdução se ela cumprir essas duas funções: a contextualização da proposta e de apresentar a tese.

A contextualização sempre se baseia em fatos ou evidências. Dito de outro modo, a contextualização parte de como as coisas são ou foram.

A tese é uma hipótese a ser comprovada. Ou seja, a tese não é um fato, mas sim o que você pensa sobre aquela temática. É a sua opinião que vai ser comprovada a partir do seu texto, levantando uma discussão. E qual é a comprovação que você tem no seu texto? O desenvolvimento, a argumentação.

Lembrando: Em termos de ENEM, é muito importante que essa tese tenha uma pista de problematização. Porque se você não conseguir alguma sugestão de problematização para o tema, você não vai ter como cumprir a quinta competência do Enem (!). Qual é a quinta competência? ~~propostas de intervenção~~ Você só soluciona algo que você ser identificado como um problema e problematizar é tornar algo discutível. Certo?

Vamos dar alguns exemplos de contextualização a partir dos temas que foram escolhidos:

 

Quais são as técnicas de contextualização que existem?

Você pode fazer a contextualização por base histórica – ou seja, você usa seus conhecimentos de história para apresentar algo que aconteceu no passado e depois você traz para o presente. Mostrando o quanto aquele tema é relevante e atual. Não existe tema de redação do Enem sem que ele seja relevante e extremamente atual.

Se o tema fosse sobre os deficientes e portadores de necessidades especiais, poderíamos escrever na introdução algo relacionado sobre as paralimpíadas. Por mais óbvia que essa referência possa ser em um primeiro momento, poderíamos colocar isso sobre uma perspectiva crítica, apresentando algo como se fosse positivo  e diria que isso infelizmente é uma exceção em relação a inclusão dos deficientes.

Se o tema fosse sobre drogas poderíamos tentar associar à questão de como as drogas estão sendo problematizadas. Muita gente tenta fazer a problematização de drogas com a questão do Narcotráfico. Então, você pode começar a pensar em uma contextualização com a própria história do narcotráfico, tendo em vista que isso não é uma questão ou tema local do Brasil, isso é uma questão de nível mundial, não é um problema restrito, é um problema abrangente. Temos, também, duas séries que falam sobre isso atualmente: Narcos e Pablo Escobar, o rei do tráfico, que poderiam ser usadas para contextualizar ainda mais a sua redação! 😀 E mais: Quando você fala sobre isso, você mostra pra banca que você tem referencias culturais, que sabe sobre cinema, filosofia, história, geografia. Logo, você consegue contextualizar a sua redação de forma brilhante, porque você traz esses conhecimentos e referências na época da escola.

Desenvolvimento: Para o seu texto ficar harmônico, ter uma boa leitura e um bom formato, seria muito interessante que na parte do desenvolvimento você argumente, fazendo dois ou três desenvolvimentos. Lembrando que: Como o espaço para escrever na redação do Enem não é muito grande, se você tiver uma profundidade em cada argumento, você só vai conseguir escrever dois.

Só prometam uma coisa: Em momento algum vocês vão escrever somente UM parágrafo de desenvolvimento, ok? No mínimo, dois! Caso você não consiga se aprofundar tanto assim, aí talvez três parágrafos 😀

Quais são as partes componentes do desenvolvimento?

Você tem a parte, por exemplo, do tópico-frasal, que é um período que contém a síntese da ideia a ser desenvolvida. Ou seja, você vai começar o tópico frasal no início do parágrafo e vai até o ponto final que vai durar, no máximo, duas linhas e nessas linhas você vai colocar a síntese da ideia, do argumento daquele parágrafo.

Se eu estiver falando da questão dos deficientes físicos e quiser trabalhar a ideia de marginalização ou preconceito da sociedade, podemos dizer que a primeira evidência da marginalização é a ausência ou dificuldades de acessibilidade, como locução, transportes públicos, dificuldade de deslocamento e acesso a restaurantes e afins, mas também falta acesso a oportunidades no mercado de trabalho.

Pensando na questão das drogas, podemos considerar que a hipótese a ser comprovada é que as drogas são um desafio extremamente complexo e que deve ser combatido. Então, o seu desenvolvimento precisa falar dessa complexidade das drogas, e podemos dizer que o primeiro fator que faz com que as drogas sejam um desafio , é o fato de as drogas terem um forte estímulo psicológico.