• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Modelo de Redação: Pensar na coletividade

Em uma sociedade em que o hedonismo é o principal adjetivo, percebe-se o reflexo no trânsito. A lei seca, que foi criada como uma busca pela diminuição do crescente uso de bebidas alcóolicas e a utilização de automóveis, nem sempre se motra eficaz; pois mesmo com essas fiscalizações muitos motoristas não se conscientizaram.

Nesse sentido, ainda vemos pessoas que preferem realizar os seus desejos, deixando de lado a própria segurança e a dos outros motoristas. Pois querem aproveitar a vida “ao máximo” mas esquecem que a podem perder justamente por essas práticas erradas de direção e bebida. Com isso vemos que Eça de Queiroz estaria certo ao dizer: “Vale mais uma dor de dente do que uma guerra no Japão”.

Além disso, podemos perceber algumas falhas nesse sistema, pois muitas pessoas conseguem fugir dessas blitz; através da internet elas conseguem saber onde esá sendo realizado essas operações e fazem outros trajetos. O que torna ineficaz essas barreiras, já que elas são feitas para salvar vidas, mas não é isso que acontece.

Podemos ver outro problema que ainda é constante, pessoas alcoolizadas dirigem e geram vítimas fatais, porém apenas pagam fianças e são liberadas sem ao menos responder por esses crimes o que é previsto pela lei. Essa situação se concretiza pelo tráfico de influência, em que uma pessoa se beneficia da outra, o que aconteceu com o filho do Eike Batista que se livrou da prisão pelo seu prestígio.

Portanto, é preciso deixar de lado o prazer e pensar na coletividade. Nessa perspectiva tem que ocorrer a parceria entre o governo, a mídia e a escola. O governo tem que tomar medidas mais rígidas com quem bebe e pega no volante, através do afastamente da motorista das ruas e ao término no prazo estabelecido fazer palestras com eles para a volta ao trânsito; a escola com o seu papel de educação tem que organizar palestras alertando aos futuros motoristas as consequências desse ato indevido e a mídia com o seu poder de influência aumentar as propagandas que mostram esse perigo.

Camile Góes, aluna do Descomplica, produziu uma redação exemplar no ENEM 2013

Essa redação foi produzida por Camile Goés, aluna do Descomplica, que obteve a pontuação igual a 940.