• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Redação Pronta-Pobreza e Desigualdade

A redação pronta que trago hoje venceu um concurso promovido pela UNESCO. A autora optou por desenvolver uma dissertação com o tema pobreza em evidência no Brasil. Vale ficar de olho no tema e usar o exemplo abaixo para praticar a escrita!

Pobreza em evidência no Brasil

Basta andar pelo centro de alguma grande cidade brasileira. Basta ter olhos para ver. A desigualdade e a pobreza estão por todos os lados, estampadas em cada esquina, em cada favela e mansão. Cair na repetição e vender a ideia de que a educação é a solução se torna extremamente atrativo. Porém ao analisarmos o problema, vemos que as vertentes e causas desses males são inúmeras e complexas. Ainda assim, é necessário fazê-lo, pois nelas pode residir a solução.

Tão grave quanto a pobreza em evidência no Brasil é ignorá-la. A resolução está nas mãos daqueles que teimam em fingir que, ao cercar-se de grades em seus condomínios, ela deixa de existir. Se não vemos o menino de rua, ele deixa de estar no sinal vendendo bala? Isso porque são as classes mais altas que possuem a educação e formação necessárias para decidir o rumo do país. Porém, talvez por comodismo, não o fazem. A pobreza de bens, existe em muito por causa da pobreza de altruísmo e solidariedade existente no Brasil.

Ao mesmo tempo, é comum a restrição do assunto desigualdade como se somente a sócio-econômica existisse. Esta é mais evidente, já que temos constantemente contato com os índices discrepantes de distribuição de renda no Brasil. Porém esquecemos da desigualdade de oportunidades. Se houvesse uma melhoria na educação pública de base, haveria uma igualdade maior na entrada para o ensino superior e conseqüente obtenção do diploma, requisito quase que fundamental hoje para a entrada no mercado de trabalho.


Enem Power R$ 19,90

Dessa forma, fica claro perceber que é somente a ponta do iceberg. É certo que a pobreza em evidência no Brasil faz o coração dor, mas é o olhar vazio para com o próximo que piora a situação. Precisamos parar de insistir no clichê “o que os olhos não vêem o coração não sente.” Não só sente, como grita. Basta da solidariedade temporal. Basta da educação de base precária que limita a igualdade de oportunidades. Basta de venda nos olhos e de elitismo. Basta, somente. E definitivamente.

Gostou do nosso modelo de redação de hoje? Não deixe de observar as características gerais para treinar em casa. Aproveite também para entender a estrutura de uma dissertação!