• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como o ENEM pode cobrar o Eixo Temático de Comunicação?

Já pensou se o tema da sua redação tem a ver com Comunicação? Como você o abordaria? Te damos algumas dicas com esse resumo, confira!

Agora que já vimos como abordar o Eixo Temático de Comunicação na dissertação argumentativa (se você não viu, nós te mostramos aqui), é muito importante observar como o ENEM cobrou e como pode cobrar essa área tão importante – e interessante – da nossa vida. Hoje, falaremos de algumas propostas que já foram apresentadas pelo Exame dentro desse eixo e, é claro, faremos algumas previsões importantes. Fique ligado, reflita sobre as propostas e corra atrás do 1000! 😀 Vamos juntos?

 

ENEM 2004: Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação?

O ENEM de 2004 fala de liberdade de informação. Isso confirma que, apesar de atual, esse não é um assunto novo. É importante destacar, em primeiro lugar, que não estamos falando da liberdade de expressão, de forma ampla, mas da liberdade de informar e de ter acesso às informações divulgadas pelos mais diversos meios de comunicação. O próprio Exame deixa isso bem claro quando, no fim da frase-tema, limita a discussão aos meios de comunicação.

Charge ENEM 2004

Caco Galhardo, 2001

Mas como podemos aplicar o Eixo Temático de Comunicação a essa proposta? Simples! O aluno, em um primeiro plano, precisa refletir sobre a garantia da veiculação dessa informação, que é direito dos meios de comunicação. Porém, precisa levar em conta os abusos presentes em todos os veículos, o que fica muito claro com os textos de apoio. Você se lembra daquela discussão sobre o que é bom e o que é ruim para as crianças na TV? É por aí! A violência muito explícita nas novelas e noticiários, a sexualidade exagerada nos mais diferentes programas, o vocabulário utilizado nas novas ficções em horários não muito interessantes podem ser exemplos desse abuso. E isso precisa ser discutido. Temos, então, um problema. Precisamos, agora, de propostas que resolvam esse problema, certo? Só não se esqueça de uma coisa: liberdade de expressão é um direito. Se é um direito, acabar com canais, proibir programações e muitas outras atitudes podem ser consideradas censura. E censurar não é legal na prova do ENEM, não é mesmo? Dê uma olhada nos textos de apoio! Eles falam de fiscalização. Pode ser uma proposta mais interessante! 😉

 

ENEM 2006: O poder de transformação da leitura

A proposta do ENEM de 2006, a princípio, não tem muita ligação com o nosso Eixo, né? Mas nós podemos fazer uma conexão. Os livros, de certa forma, comunicam. Comunicam valores e informações. Lendo um livro de ficção, por exemplo, você pode aprender valores importantes para a sua construção e transformação – daí o tema! Além disso, é possível conhecer outros lugares, outras culturas, outros hábitos – tudo por meio de algumas páginas. Por fim, quando você estiver na universidade – e falta pouco -, os livros serão uma incrível fonte de conhecimento, de aprendizado, de base teórica para todas as suas conclusões durante o curso. Os livros comunicam. Que tal, contextualizando esse tema, falar sobre a leitura como forma de comunicação? Comunicar é transformar, não? Tente refletir sobre isso!

Livro1

Fonte: paineis.org

 

ENEM 2011: Viver em rede no século XXI: Os limites entre o público e o privado

Esse ENEM já é bem mais recente, né? Esse você conhece bem. O ENEM de 2011 fala de limites entre o que é público e o que é privado, e esse deve ser o seu foco. Há limites? Não há? É importante destacar, também, que a redação não fala necessariamente de redes sociais. Falar só de redes sociais é fugir ao tema. Confie em mim. A proposta, aqui, é discutir se ainda existem limites entre o que é particular e o que é coletivo no mundo em rede. Isso envolve as redes sociais? Sim, mas não só elas. Se os sites pegam informações suas e você reflete sobre isso, já estamos em uma discussão sobre os limites entre o público e o privado. Se a discussão é a espionagem norte-americana, já estamos discutindo os limites entre o público e o privado. É claro que, nas redes sociais, esse debate fica mais forte, mais evidente, mas, ainda assim, a discussão não se limita a isso, ok? Lembre-se sempre de passar por todos os lados. E fique atento a esse tema. Pode ser que o ENEM trabalhe uma versão interessante dele nos próximos anos!

ENEM 2011

DAHMER, A.

 

ENEM 2014: Publicidade Infantil em Questão no Brasil

Sim, publicidade também entra no Eixo Temático de Comunicação. Aqui, estamos falando especificamente de publicidade para crianças, ou seja, de que forma isso afeta o público infantil? A publicidade é prejudicial? Os textos de apoio, de alguma forma, já ajudam nessa reflexão. Além disso, há um mapa muito interessante na proposta. Veja:

ENEM 2014

Esse mapa já é, de certa forma, um empurrão para as famosas propostas de intervenção. Pense: se, em outros países, já temos bons resultados com certos tipos de fiscalização/regulamentação, por que não adaptá-los ao contexto brasileiro? É lógico que precisamos evitar proibições – já discutimos a questão da censura -, mas fiscalizar não é proibir. Se algo é prejudicial, é nosso papel discutir impactos e fiscalizar para que não continuem atingindo as crianças, certo? Pense nisso! 🙂

Previsões para 2016

Edu - Previsões

Calma, nós não vamos te dar o tema do ENEM de 2016. Não é assim que funciona, né? O que nós podemos fazer é pensar em acontecimentos recentes que tenham relação com o nosso Eixo. Você se lembra de algum? Imagina se a Internet cai na sua prova? NÓS TEMOS UM TEMA SOBRE ISSO! Não só um tema, mas também uma Redação exemplar pra essa proposta! O tema e a redação você encontra aqui. Aproveite as nossas previsões e já comece a pensar em possíveis redações! 🙂

E você? Sabe de algum acontecimento que possa dar origem a um tema no ENEM? Conte pra gente nos comentários!