• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Química: resumo sobre Termodinâmica

Se tem uma coisa que rege nosso Universo – como nada igual, devo dizer – é a belíssima Segunda Lei da Termodinâmica. Ela pode ser enunciada de diversas maneiras, mas uma que gosto é “A Entropia do Universo tende a um máximo”.

Tá Gabriel, mas o que isso quer dizer? Bom, de acordo com essa lei, num sistema fechado, a entropia nunca diminui. Isso significa que, se o sistema está inicialmente num estado de baixa entropia (organizado), tenderá espontaneamente a um estado de entropia máxima (desordem).

Isso é quase a melhor desculpa que você pode dar pra sua mãe porque seu quarto tá super bagunçado! “JOÃO, VAI ARRUMAR ESSA BAGUNÇA! TEM MEIA ESPALHADA, PRATO DO LANCHE, PAPEL DOS PACOTES DE FIGURINHA DA COPA!”. Daí você, do alto da sua sabedoria, vira e responde pra sua mãe: “Senhora queridíssima mãe, eu estou ajudando o Universo a se expandir belamente empregando a Segunda Lei da Termodinâmica ao meu quarto! Estou aumentando sua Entropia ao extremo e, assim, deixando tudo com uma energia mais baixa! :D”

Mas mais do que isso, você pode enunciar a Segunda Lei de outra maneira:

“A quantidade de entropia de qualquer sistema isolado termodinamicamente tende a incrementar-se com o tempo, até alcançar um valor máximo”.

Aliás, Gabriel, o que é entropia?

Basicamente, a Entropia é uma grandeza termodinâmica que está associada ao grau de desordem de um dado sistema.

Um exemplo é o gelo derretendo.

O gelo, estado sólido da água, possui entropia baixa: as moléculas de água estão altamente organizadas. Quando o gelo derrete, a entropia do sistema é aumentada (ou seja, a água vai para o estado líquido).


Gabriel Passos

Este Resumo foi produzido pelo monitor de Química Gabriel dos Passos.