• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Falando grego: As 3 letras gregas na Radioatividade

Venha conhecer mais sobre radioatividade e os tipos de radiação com esta lista maneira que vai te ajudar na sua prova e nos vestibulares.

No ano de 1896, o francês Henri Becquerel constatou que um composto de Urânio apresentava a interessante característica de causar uma mancha numa chapa fotográfica, mesmo no escuro e embrulhada em papel escuro. A interpretação de Becquerel era que o composto emitia algum tipo de raio capaz de atravessar o papel e atuar sobre a chapa, de maneira semelhante aos raios X, descobertos um ano antes.

Após a descoberta de Becquerel, Ernest Rutherford realizou um experimento em 1898 e descobriu que havia dois tipos desses raios. Rutherford denominou-os de alfa e  beta.

radioatividade

Não, não é o alfabeto, e sim a Partícula Alfa (α) e a Partícula Beta (β)

Rutherford descobriu, ainda, que as partículas α eram positivas e as β eram negativas, se assemelhando aos elétrons, porém, com uma alta velocidade. Lembra de tempo de meia vida dos elementos? Não? Vou explicar: tempo de meia vida é o tempo necessário para que a quantidade inicial de um material se reduza pela metade, através do decaimento radioativo, que nada mais é do que emissão de partículas.

Agora vamos ver algumas características da radioatividade e de cada partícula, ok?

radioatividade

Ânimo pessoal, vamos ser positivos igual a partícula alfa… Desculpa pelo trocadilho. É, vamos ao que interessa. 😛

 

1. Partícula Alfa (α)

As partículas alfa são constituídas 2 prótons e 2 nêutrons, igual ao núcleo do elemento Hélio. É representada desta forma: 2α4. São partículas com carga positiva, por possuírem 2 prótons e tem massa igual a 4.

radioatividade

Emissão de radiação alfa de um composto de Tório!!!

Dentre as 3 principais radiações (αβ γ), a alfa é a menos perigosa, pois tem o menor poder de penetrabilidade, isto é, de penetrar, ou passar, por algum material.

radioatividade

Bom, vamos ver agora um exemplo de decaimento radioativo do isótopo do urânio (U-235) através da emissão de partícula alfa.

alfa

Após a emissão da partícula alfa, o U-235 se transforma em tório, que possui massa igual 231 e 90 prótons.

 

2. Partícula Beta (β)

A partícula beta possui carga negativa de -1 e não possui massa. Pode ser representada da seguinte forma: -1β0. A partícula beta é praticamente o elétron, porém, com uma velocidade muito alta, quase a velocidade da luz.

Veremos o decaimento do Carbono-14 em Nitrogênio, através de emissão da partícula beta.

beta

O carbono ganha um próton e perde um nêutron, tornando-se o nitrogênio. O elétron, representado, pode ser considerado a partícula beta.

 

3. Radiação Gama (γ)

Essa, talvez, seja a mais conhecida, pelo menos por fãs do Hulk. Nas histórias em quadrinhos, a radioatividade da radiação gama é a responsável por transformar o cientista Bruce Banner no Incrível Hulk.

radioatividade

Quem dera se pudêssemos nos transformar em super heróis deste modo. No máximo, o que vamos ganhar, ao ser bombardeado pela radioatividade, é um câncer, como muitos cientistas que estudaram as radiações.

radioatividade

A radiação gama não pode ser considerada uma partícula, por não apresentar prótons ou nêutrons, partículas nucleares. A radiação gama, na verdade, são ondas eletromagnéticas.

Para terminar, vamos ver a emissão de partículas beta, através do decaimento do Cs-137, e depois a emissão de radiação gama do isótopo instável do Bário.

A radiação gama ocorre somente para estabilizar o elemento. podemos pensar que é a liberação da energia em excesso do elemento.

Valeu, gente, espero ter ajudado.